entregar produtos no mesmo dia

O Mercado Livre anunciou que vai ampliar a sua capacidade de logística e distribuição em até quatro vezes no primeiro semestre de 2019. Os maiores desafios para o comércio eletrônico é justamente melhorar a logística e o prazo de entrega. Exatamente por isso, a empresa busca cada vez mais investir em tecnologia para entregar produtos no mesmo dia.

Mercado Livre investe pesado para entregar produtos no mesmo dia

Por isso, a empresa vai construir um novo centro de distribuição e quatro centros de cross docking, que prepara a mercadoria para envio. A expansão está dentro do investimento divulgado de 2 bilhões de reais no país.

Leia também:

Cade abre investigação contra Mastercard, Visa, American Express e Elo.

Mercado Livre lança modalidade para entregar produtos em até um dia.

“A logística é o próximo grande passo do comércio eletrônico”, afirma Leandro Bassoi, diretor de Mercado Envios. De acordo com ele, muitas pessoas preferem ir a uma loja comprar determinado produto porque não podem esperar pela entrega. “Mas isso deve mudar em breve”, diz.

A empresa está presente em 18 países da América Latina e movimentou quase 12 bilhões de dólares em vendas em 2017. São mas de 12 milhões de vendedores a 247 milhões de compradores. No Brasil, a empresa teve uma receita de operação que foi de 831,4 milhões de dólares em 2017.

Novo Centro de Distribuição

O novo Centro de Distribuição será localizado em Cajamar e terá 111 mil m², sendo destinado à operação de Fulfillment, em que o Mercado Livre gerencia todas as etapas da logística para o vendedor, como coleta, armazenamento, embalagem e entrega.

Além disso, a empresa tem um centro de distribuição em Louveira, cuja estrutura foi aumentada de 17 mil m² para 51 mil m², mas agora passará por uma nova expansão triplicando o espaço ocupado até o final deste ano. No total, esses novos espaços deverão empregar mais de 3,5 mil pessoas até o fim do ano que vem. O estado de SP concentra a maior parte dos compradores e vendedores no Brasil e, por isso, os novos centros são localizados no estado.

Os Correios aumentou o preço dos fretes para o comércio eletrônico no início deste ano. Isso causou atrito com as empresas de comércio eletrônico. Até porque grande parte das entregas são realizadas pelos Correios. Para Bassoi, o aumento no frete direcionado ao market place acabou prejudicando principalmente os pequenos vendedores. Isso porque a empresa precisou repassar o preço a eles.

Portanto, esse é um dos motivos para o grande investimento em centros de distribuição. “O setor de comércio eletrônico esperou uma melhora no serviço de transporte, o que não aconteceu. As empresas abriram os olhos e é o momento de investir”, afirma o diretor.

Mercado Livre quer entregar produtos no mesmo dia

Por fim, grande parte dos 7 mil funcionários da empresa na América Latina estão dedicados a desenvolver novas tecnologias, o que inclui a logística e entrega. Sendo que uma dessas novas tecnologias é a entrega em até um dia. O Mercado Livre vai disponibilizar ainda este ano o app Mercado Envios Flex, que verifica se o vendedor e o comprador estão próximos. Isso abre a possibilidade para que o vendedor recrute entregadores de diversas modalidades. Seja a pé, pedalando, pilotando uma moto ou dirigindo um veículo, para que consiga entregar produtos no mesmo dia e no dia seguinte.

Gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Acompanhe absolutamente tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao mundo das fintechs.

Sobre o autor Ver todos os posts Site

Luiz Felipe Kessler

Entusiasta de fintechs e tudo o que a tecnologia proporciona de facilidades em nossas vidas.

Fundador do Seu Crédito Digital e do Optclean Tecnologia.

Comentários no Facebook