Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Multa de R$ 165 ou mais por não declarar o Imposto de Renda; corre para evitar o prejuízo

O prazo para a entrega da declaração do Imposto de Renda está acabando. Saiba o que fazer para evitar multas!

O prazo para a declaração do Imposto de Renda (IR) está chegando ao fim e muitos contribuintes ainda não conseguiram reunir todos os documentos necessários para uma declaração completa. Nesse cenário, declarar o imposto de forma incompleta pode ser uma alternativa para evitar multas e garantir a conformidade com a Receita Federal.

Dessa forma, saiba mais informações sobre o que o contribuinte pode fazer caso se encontre nessa situação. Continue a leitura para mais detalhes!

Quais são as penalidades por não declarar o Imposto de Renda?

logo da Receita Federal e mulher ao lado com as mãos na cabeça fazendo expressão de preocupação
Imagem: Krakenimages.com / shutterstock.com – Edição: Seu Crédito Digital

Ao falhar em entregar a declaração do Imposto de Renda, o contribuinte pode enfrentar multas que variam de R$ 165,74 até 20% do valor devido, além de possíveis complicações sérias como o bloqueio do CPF e até prisão em situações mais graves.

Sendo assim, a estratégia mais segura é enviar uma declaração incompleta dentro do prazo e, posteriormente, fazer a retificação com calma. Isso evita a multa inicial e permite que o contribuinte organize as informações necessárias com mais detalhes.

Prazos e dicas para a declaração de 2024

O prazo final para envio da declaração do IR de 2024 é até as 23h59 do dia 31 de maio. Importante observar que nas cidades afetadas por chuvas no Rio Grande do Sul, o prazo foi estendido até 30 de agosto. Confira abaixo, portanto, algumas dicas para realizar este processo.

  • Documentação necessária: Antes de declarar, é essencial reunir todos os documentos como informes de rendimentos, documentos pessoais, e comprovantes de despesas dedutíveis;
  • Declaração pré-preenchida: Para aqueles que não reuniram toda a documentação, a declaração pré-preenchida pode ser uma alternativa. No entanto, é fundamental checar todos os dados por erros ou omissões.

Ademais, o contribuinte pode optar pelo Programa Gerador de Declaração (PGD), pelo aplicativo Meu Imposto de Renda (Android, iOS) ou pelo portal e-CAC da Receita. A utilização da declaração pré-preenchida é recomendada para minimizar erros.

Qual a melhor opção de tributação?

Na hora de enviar a declaração do Imposto de Renda, o contribuinte deve escolher entre o desconto simplificado, que oferece um abatimento padrão de R$ 16.754,34, ou a dedução legal, que considera as despesas dedutíveis. Esta escolha deve ser bem pensada, uma vez que só pode ser alterada até o final do prazo de entrega.

Veja também:

Empregados acusam patrões de obrigarem retorno ao trabalho no Rio Grande do Sul

Por fim, os riscos de não declarar incluem restrições severas, como impedimentos para realizar financiamentos, participar de concursos públicos, e outras penalidades que podem afetar diretamente a vida financeira e civil do contribuinte.

Imagem: Krakenimages.com / shutterstock.com – Edição: Seu Crédito Digital