Veja como você ainda pode contestar auxílio emergencial bloqueado

0

Chegou ao fim do prazo de contestação para quem teve o auxílio emergencial bloqueado. Contudo, ainda é possível solicitar uma revisão por meio de ação judicial. Os beneficiários portanto devem seguir as novas datas divulgadas.

É provável que você também goste:

Como simular e contratar empréstimo pessoal online no Nubank?

Saiba como participar do Feirão da Casa Própria Caixa 2020 ONLINE

Qual rende mais agora? Nubank ou PicPay

Milhões de cidadãos brasileiros tiveram seus cadastros aprovados no início da pandemia do coronavírus para receber um auxílio emergencial de R$ 600 do governo federal. Com o avanço da doença e o passar dos meses, o governo determinou um corte de 50% no valor. E, com isso, uma grande repercussão negativa foi observada. Afinal, os beneficiários esperavam continuar com o valor original mesmo com a extensão do programa.

Além disso, uma grande parte dessas pessoas teve o auxílio emergencial bloqueado. E, assim, acabaram ficando de fora da folha de pagamento do benefício. Consequentemente, houve muitos pedidos de contestação.

O governo federal havia orientado os beneficiários a solicitar uma revisão da situação pelo site do Dataprev. Dessa forma, o ministério da cidadania faria uma análise da situação do benefício para confirmar o status de bloqueado. Os interessados tinham até o último dia 02 para fazer isso.

Como contestar auxílio emergencial bloqueado depois do prazo?

Agora, depois de finalizado o prazo para as solicitações via site da Dataprev, os brasileiros que ainda precisam das revisões devem recorrer à justiça.

Milhares de pessoas alegam que seguem dentro das normas para receber o auxílio. Por isso, contestam o bloqueio do auxílio por parte do governo.

Assim, o processo agora acontece por meio da orientação de advogados especialistas no caso. Em caso de comprovação de erro no momento do cancelamento do benefício, o beneficiário deve ser ressarcido.

Infelizmente, é preciso se preparar para uma longa espera. De acordo com o governo, os pagamentos do auxílio emergencial serão finalizados até o dia 31 de dezembro. Porém, quem comprovar que tem direito ao benefício pela justiça pode acabar recebendo os valores ainda mais tarde.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc.

Imagem: Brenda Rocha / Shutterstock

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar