Embora o Brasil venha mostrando sinais de melhorias na economia, sabemos que ainda passamos por uma crise, o que resulta em muitas pessoas endividadas e precisando de empréstimos emergenciais para quitar suas pendências financeiras.

Leia também:

Cartão de crédito sem anuidade do Banco Inter Platinum vale a pena?

Alívio no bolso: conta de luz não terá cobrança de taxa extra em dezembro.

Noverde: Fintech concede empréstimos emergenciais para baixa renda

Se aproveitando dessa conjuntura, a fintech Noverde encontrou espaço para crescer no mercado. A startup financeira, com sua proposta de prover empréstimos emergenciais, com juros competitivos para consumidores brasileiros de baixa renda, está ganhando espaço no mercado. Isso porque em um ano e meio de operação, a Noverde emprestou cerca de R$ 70 milhões para 50 mil pessoas. Além disso, atualmente, a empresa realiza 10 mil empréstimos por mês e tem projeção de realizar 150 mil empréstimos em 2019.

Análise de crédito

O usuário faz a solicitação do empréstimo por intermédio do smartphone, pelo app da Noverde, para Android. O usuário, então se cadastra e envia uma série de informações para análise da empresa.

A noverde se utiliza de cinco fontes principais de informação:

1) dados bancários (precisa informa seu extrato);

2) dados do smartphone (SMS, geolocalização, onde recarrega a bateria, como organiza a agenda etc);

3) comportamento de compra online;

4) redes sociais;

5) bureaus de crédito.

Além disso, o usuário também faz reconhecimento facial, comparando a foto enviada pelo solicitante com a presente em seu documento e com suas fotos das redes sociais.

Gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto das fintechs.