Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Nubank é a primeira fintech do Brasil a se tornar um “decacórnio”

0

O Nubank levantou mais uma rodada de investimentos nesta sexta-feira (26). Agora, a fintech confirmou que recebeu US$ 400 milhões em aportes, e passa a ser avaliada em cerca de US$ 10 bilhões. Com a avaliação de mercado, o Nubank acaba de se tornar a startup financeira mais valiosa da América Latina e a primeira fintech brasileira a se aproximar da marca de US$ 10 bilhões sem a abertura do seu capital. Agora o Nubank é um “decacórnio”.

É provável que você também goste:

Ao abrir a NuConta, o Nubank já envia o cartão para seus clientes?

Cartão de crédito da Apple está próximo de ser lançado.

Seja membro

Quais são os mimos enviados pelo Nubank no atendimento WOW?

Nubank é a primeira fintech do Brasil a se tornar um “decacórnio”

A negociação foi confirmada ao Estadão por Cristina Junqueira, cofundadora do Nubank, ao Estadão.

Pela primeira vez o TCV investe em uma fintech da América Latina. O TCV é um dos fundos mais importantes do Vale do Silício. Além do TCV, vão participar da rodada de investimentos outros investidores prévios do Nubank, como:

  • A gigante chinesa Tencent;
  • Os fundos DST Global, Sequoia Capital;
  • Dragoneer, Ribbit;
  • Thrive Capital.

Ademais, ao anunciar o aporte, o Nubank afirmou ter 12 milhões de usuários em todo o País. Atualmente, distribuídos por produtos como cartão de crédito, conta bancária, empréstimo pessoal e investimentos. Mais recentemente, a empresa também lançou um serviço de conta para pessoas jurídicas, que ainda está em fase de testes por alguns usuários.

Os recursos devem ser utilizados para a expansão latina do Nubank. Muito recentemente, o Nubank abriu escritórios no México e na Argentina. Portanto, a intenção é começar a oferecer produtos financeiros no México até o final do ano, e na Argentina, até o primeiro semestre do ano que vem.

Por fim, a notícia do aporte já havia sido antecipada pelo jornal americano Wall Strett Journal na noite da última quinta-feira (25). Inclusive, a publicação chamou o Nubank de “decacórnio”, que é uma nova gíria do Vale do Silício para startups com valor de mercado acima de US$ 10 bilhões.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.