O Nubank passou a liberar a função débito da NuConta para pagamento de Uber e iFood. Até este momento, a funcionalidade era liberada somente para as assinaturas da Netflix e Spotify Premium. Saiba mais.

É provável que você também goste:

Cadastro Positivo: sites grátis mostram dívidas no SCPC e Serasa e pontuação do score

Nubank envia novo kit com vários mimos para clientes usarem em evento.

Novo serviço do Bradesco possibilita ao cliente utilizar o cartão de crédito antes de recebê-lo

Nubank libera uso do débito para pagamentos em Uber e iFood

Primeiramente, o recurso está em fase de testes, e liberado exclusivamente para membros da NuCommunity. Aos poucos, a fintech estará liberando de maneira gradativa para todos os clientes da NuConta, à partir de fevereiro de 2020.

Cabe ressaltar que é necessário habilitar a função débito da NuConta para utilizar tanto este recurso quanto qualquer outro liberado pela fintech. Isso pode ser feito da seguinte forma: Vá em “Configurações” e em seguida “Pedir a Função Débito”.

Neste momento, o Nubank possui mais de 12 milhões de clientes, sendo que conseguem efetuar TEDs gratuitas e ilimitadas para qualquer instituição financeira, pagar e gerar boletos, permite fazer portabilidade de salário, e oferece um cartão de crédito digital sem cobrança de anuidade.

Um dos maiores diferenciais da NuConta é o rendimento automático a 100% do CDI de qualquer valor depositado, com liquidez diária. Isso acontece diferente de outras instituições financeiras, pois normalmente é necessário investir o valor que você pretende aplicar, separadamente da conta corrente.

Para novos clientes, a NuConta é liberada automaticamente. A função crédito é liberada somente depois disso. Neste caso, é necessário passar por uma análise de crédito, que pode liberar ou não o roxinho.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: lidiasilva/shutterstock.com