Os empréstimos e financiamentos são opções excelentes para quem deseja adquirir um imóvel, carro, realizar grandes compras, dentre outros. Porém, deve-se realizar um planejamento financeiro antes de qualquer decisão. A falta de dinheiro para quitar suas dívidas pode levar seu nome ao SPC e Serasa, o que dificultará novas transações financeiras. Entretanto, existem algumas formas de pagar as suas dívidas, realizando um novo empréstimo sem consulta de CPF. O problema é que este deve ser muito bem pensado, devido aos grandes juros envolvidos, normalmente. A seguir, conheça mais detalhes de uma modalidade de empréstimo oferecida pela Caixa, inclusive para trabalhadores da iniciativa privada, e que possui taxas de juros atrativas.

Leia também:

Conheça 2 empréstimos da Caixa sem consulta ao SPC e Serasa

O empréstimo da Caixa com a garantia do FGTS

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço é um benefício garantido a todos que trabalham com carteira assinada, através do depósito mensal feito pelo empregador, de 8% do salário. A retirada pode ser feita quando houver demissão sem justa causa, rescisões de contrato, aposentadoria, algumas doenças (como HIV e câncer), dentre outros.

No caso desta modalidade de empréstimo consignado, a Caixa utiliza o FGTS como garantia. O valor financiável é de até 10% do total do seu FGTS, e em casos de inadimplência, tal valor financiado é dado ao banco. É também utilizada como garantia a multa de 40% em caso de demissão sem justa causa. Com isso, você pode conseguir até 50% do valor que você possui na conta do FGTS no seu empréstimo.

O pagamento pode ser realizado em até 48 vezes, e pode ser descontado diretamente da folha de pagamento. A modalidade está em vigor desde 26 de Setembro deste ano!

Prós e Contras

Não se podem negar as vantagens de tal empréstimo, afinal, como você já possui o dinheiro guardado, é uma boa medida para garantir que suas dívidas sejam quitadas. Além disso, o fato de não consultar seu CPF é um facilitador do processo.

Entretanto, devem ser analisados também os riscos e as desvantagens envolvidas:

  • Será uma nova dívida, e, portanto, analise se você realmente terá condições de pagá-la.
  • Os juros são de 3,5% ao mês, menores que outros empréstimos, mas ainda assim, altos.
  • É uma nova modalidade de empréstimo, com pouco mais de 2 meses no mercado.
  • Em caso de inadimplência, você perde uma parte do seu FGTS.

Apesar de ser um negócio que vale a pena em alguns casos, quando se deseja quitar outra dívida, a medida mais sensata é sempre entrar em contato com a instituição e tentar renegociá-la, para quem sabe, diminuir juros.

A Caixa é uma instituição confiável?

Embora ofereça diversas vantagens e benefícios aos seus clientes, a Caixa já liderou algumas vezes o ranking de reclamações do Banco Central. As principais queixas envolvem confiabilidade, integridade, sigilo de informações, dentre outras diversas. Portanto, é preciso estar atento!

Dica

Por fim, se você está à procura de um empréstimo e não quer perder tempo, pode dar uma conferida na Fintech Bom Pra Crédito. Lá você pode preencher um cadastro diretamente no site, e o seu perfil será analisado e direcionado a vários parceiros, encontrando a opção ideal de empréstimo.

Gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Acompanhe nossas notícias e artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos e empréstimos. Bem como tudo relacionado ao mundo das fintechs.

Sobre o autor Ver todos os posts

EDUARDO MENDES

Sou um entusiasta da tecnologia, que também aprecia inovação, empreendedorismo, além de Fintechs e as suas facilidades.
Graduado em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e fundador dos sites Optclean Tecnologia, Conexão Estudante e Seu Crédito Digital.

Comentários no Facebook