Um terço das pessoas que possuem parcelas comprometem 51% da renda ou mais

Comprar um produto ou serviço e empurrar parte da conta pro mês seguinte é uma atitude bastante comum entre os brasileiros. Em março, o aplicativo Guiabolso fez uma pesquisa com 278 mil usuários. O Guiabolso descobriu que 20% deles tinham pelo uma ou mais parcelas pra pagar naquele mês.

É provável que você também goste:

Quem terá direito ao 13° do Bolsa Família em 2019?

Conheça as 3 únicas maneiras de sair do SPC e Serasa.

Guiabolso esclarece falha na conexão c/ Banco do Brasil e demais bancos.

Um terço das pessoas que possuem parcelas comprometem 51% da renda ou mais

E, deste grupo, um terço dos consumidores (31%) tinham pelo menos 51% da renda comprometida com as parcelas. “Deixar uma ou outra parcela pros meses seguintes pode ajudar a antecipar uma compra, mas é importante administrar os efeitos disso. O principal deles é lembrar que o mês nem começou e já tenho uma dívida que vem lá de trás. Então não vou poder contar com 100% da minha renda naquele mês”, explica o diretor de produto e tecnologia do Guiabolso, Julio Duram. “É como se o bolo chegasse já faltando uma fatia”, compara.

Pesquisa do aplicativo Guiabolso revela: 20% dos consumidores têm, pelo menos, uma ou mais parcelas pra pagar no mês

Renda comprometida com parcelas em março

Pros casos extremos em que toda (ou quase toda) a renda comprometida com as parcelas uma das saídas pode ser conciliar novos hábitos financeiros e uma linha de crédito. “Posso tentar sair de uma bola de neve renegociando o valor das parcelas, procurando uma opção de empréstimo com mais tempo pra pagar e mudando a rotina de gastos”, sugere Duram.

Pendências com parcelas nos meses seguintes

 A pesquisa ainda olhou pros próximos passos dos usuários e viu que a tendência de comprometimento da renda se mantém: 20% deles estavam com o futuro comprometido com parcelas. Desse grupo, 17% tinham mais de 50 parcelas pra pagar.

“Não existe uma receita perfeita a ser seguida. O ideal é pagar tudo de uma vez, mas nem sempre isso cabe no orçamento. A pessoa terá que fazer uma escolha: ter poucas parcelas e resolver tudo em pouco tempo ou diluir o pagamento em um prazo maior, impactando menos no orçamento mensal, mas por mais tempo”,  destaca Julio Duram.

Renda comprometida com parcelas em abril

Quem somos

Somos um personal trainer das finanças que torna mais fácil a maneira como as pessoas lidam com dinheiro. Organizamos todas as contas em dois minutos, tudo automático, sem a pessoa ter de anotar os gastos. Conforme vamos te conhecendo também damos algumas sugestões pra você conseguir chegar onde quer. Ou seja, gastar, guardar ou ganhar mais dinheiro. Tudo isso usando nossa inteligência artificial.

Fomos fundados por Benjamin Gleason e Thiago Alvarez, dois amigos que trabalharam juntos numa consultoria e acumularam experiências nas áreas digital e financeira. A ideia surgiu unindo a vontade de criar algo com impacto social e o conhecimento de que há uma distorção grande no mercado e de que nem sempre as pessoas têm acesso a bons produtos financeiros.

Nosso propósito é ajudar as pessoas a melhorarem a vida, além de transformar o sistema financeiro. Hoje já temos 5,5 milhões de histórias. O aplicativo surgiu em 2014 e de lá pra cá já recebemos R$ 215 milhões em cinco rodadas de investimentos.

Enfim, gostou da notícia?

Então, siga Seu Crédito Digital no Google News. Receba em primeira mão notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao mundo das fintechs.

Atenção: artigo elaborado com informações da assessoria de imprensa do GuiaBolso. Portanto, caso queira reproduzir de forma parcial ou integral este texto, é obrigatório indicar como fonte este artigo.

Sobre o autor Ver Posts Author website

EDUARDO MENDES

Sou um entusiasta da tecnologia, que também aprecia inovação, empreendedorismo, além de Fintechs e as suas facilidades.
Graduado em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e fundador dos sites Optclean Tecnologia, Conexão Estudante e Seu Crédito Digital.

Comentários no Facebook