Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

PF prende hacker suspeito de vazar dados de 223 milhões de brasileiros

A prisão foi feita pela Polícia Federal (PF), em Uberlândia (MG)

0

Ocorreu na última sexta-feira (19), a prisão do hacker suspeito pelo maior vazamento de dados do país. A prisão foi feita pela Polícia Federal (PF), em Uberlândia (MG). Conforme a investigação, Marcos Roberto Correia da Silva, vulgo Vandathegod, é o hacker responsável pela exposição de 223 milhões de brasileiros.

Você pode gostar também:

Hacker afirma que megavazamento de dados não veio da Serasa

Vazamentos reforçam importância de empresas se protegerem contra fraudes de identidade

Sobre a operação

Chamada de Deepwater, a operação da Polícia Federal, atende dois mandados judiciais. O Petrolina (PE) é composto por 4 mandados de busca e apreensão. Já o de Uberlândia (MG), engloba 1 mandado de busca e apreensão, e 1 mandado de prisão preventiva.

As ordens judiciais para prender o hacker suspeito, foram efetuadas pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), a pedido da PF. O inquérito a respeito do caso foi aberto em 28 de janeiro, a pedido da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD).

Dessa forma, a Diretoria de Inteligência Policial da Polícia Federal ficou responsável pela investigação para descobrir quem era o hacker suspeito.

Sobre o hacker suspeito e a investigação

Antes de mais nada, existe a suspeita de que as autoridades públicas sejam os alvos dos criminosos. A Polícia Federal investiga também, a participação do hacker batizado de “JustBR”. Esse, estaria envolvido na divulgação e comercialização dos dados sigilosos.

No inicio de 2021, divulgou-se dados sigilosos de pessoas físicas e jurídicas. Esses dados vazaram em um fórum na internet. Este, tem como função trocar essas informações sobre atividades cibernéticas.

Quanto aos dados fornecidos na página, estavam as informações de pessoas físicas e jurídicas. Dentre esses dados, estavam o CPF, CNPJ, nome completo e o endereço.

Segundo a Polícia Federal, a divulgação de uma parte dos dados sigilosos realizou-se de forma gratuita, por um usuário do fórum. Ao mesmo tempo, ele colocou a venda os demais dados das informações sigilosas.

Mas qual a moeda de troca por essas informações? Conforme a investigação o hacker suspeito trocou os dados por criptomoedas.

Por fim, a PF localizou o hacker suspeito. O mesmo teria obtido, divulgado, e comercializado os dados. Também, foi identificado o hacker suspeito de vender os dados através das suas redes sociais.

Enfim, gostou da matéria sobre a prisão do hacker suspeito pelo maior vazamento de dados do BR?

Então é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTubeFacebookTwitterInstagram e Twitch. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

Imagem: Song_about_summer/shutterstock.com

Comentários
Carregando...