Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

PicPay quer lançar ações na Nasdaq, nos Estados Unidos

0

A carteira digital PicPay, que oferece diversos serviços financeiros, como cartão e conta corrente, agora almeja vôos maiores. Isso mesmo, a PicPay quer levantar dinheiro de investidores dos Estados Unidos, para conseguir assim, acelerar seu crescimento. Lançar ações na Nasdaq tem sido o objetivo da carteira digital. Entretanto, a resistência dos investidores por conta dos processos envolvendo a família Batista, têm sido um empecilho. 

É provável que você goste também:

Empréstimo entre amigos do PicPay pode evitar calote

PicPay quer lançar marketplace e se prepara para o IPO

Nubank ou PicPay: Qual rende mais depois da mudança no rendimento automático?

PicPay e o desejo de lançar ações na Nasdaq

A PicPay tem insistido na ideia de venda de ações na bolsa eletrônica Nasdaq, dos Estados Unidos. Para fazer a oferta pública inicial de ações (IPO), a empresa acertou com 4 bancos. Entre os brasileiros estão o Bradesco e BTG Pactual. Já com relação aos americanos, estão o Bank Of America (BofA) e Citi.

O PicPay faz parte do Banco Original. Este é controlado pela família Batista, dona da J&F, que administra o frigorífico JBS e o banco. Além disso, é um dos maiores grupos empresariais do Brasil. Entretanto, os bancos estrangeiros estão demonstrando resistência em lançar ações na Nasdaq, devido ao envolvimento da família Batista em problemas na justiça. 

Bancos americanos em resistência

Embora já tenha passado 4 anos do início das investigações de corrupção, que envolvem a família Batista, os bancos americanos ainda apresentam resistência em investir. A não aprovação de lançar ações na Nasdaq por parte dos americanos se dá pelo risco de questionamentos da Justiça dos Estados Unidos. 

Inicialmente, o Banco pertencia 100% aos irmãos Joesley e Wesley Batista. Entretanto, após os escândalos e investigações, o banco mudou o seu quadro societário. 

Dessa forma, no final de 2017, o Banco Central autorizou a mudança no quadro de sócios do Banco Original. Ou seja, 49,9% das participações pertencem à família Batista, enquanto 25% são de José Batista Sobrinho. Já os outros 25% são da JBJ Agropecuária, do irmão de José Batista Junior. 

Dúvidas com relação à rentabilidade da operação

Outra dúvida que barra o PicPay de lançar ações na Nasdaq, vem a ser com relação ao potencial do projeto. Ou seja, os investidores têm dúvida se esse negócio pode ou não, gerar lucros aos futuros acionistas. 

De acordo com informações do Banco Original, até o segundo trimestre de 2020, o PicPay possuía 24,2 milhões de usuários cadastrados, enquanto que apenas 11,7 milhões deles eram ativos. Recentemente, o PicPay noticiou que até fevereiro de 2021, contava com 47,6 milhões de usuários, dos quais, 34 milhões são ativos. 

Entretanto, vale lembrar que o conceito de cliente ativo não significa necessariamente que são clientes que geram receita para a companhia.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o Facebook, Twitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: Brenda Rocha/shutterstock.com

Comentários
Carregando...