Pix já tem mais de um milhão de chaves cadastradas, de acordo com o Banco Central

Até o início da tarde de hoje (05), já havia mais de um milhão de chaves do Pix cadastradas.

0

O Banco Central (BC) registrou hoje (5) 200 mil chaves do Pix, em cerca de duas horas e meia de cadastramento. Até o início da tarde, já havia mais de um milhão de chaves do Pix cadastradas.

O novo sistema de pagamentos instantâneos do BC, previsto para começar a funcionar em novembro, entrou em fase de teste nesta segunda-feira. Desde às 9h, os clientes já podem registrar as chaves digitais de endereçamento para enviar ou receber recursos em 667 instituições financeiras do país.

É provável que você também goste:

Nubank testa cartão de crédito sem rotativo, com a metade da taxa de juros

PagueVeloz aposta em estrutura de data center classificada como uma das mais seguras do país

Nubank vai dar prêmios WOWs de até R$ 50 mil para quem se cadastrar no Pix

Conforme o chefe-adjunto do Departamento de Competição e de Estrutura do Mercado Financeiro (Decem), Carlos Eduardo Brandt, o interesse no cadastro das chaves mostra o nível de expectativa e de valor agregado que as pessoas estão vislumbrando do Pix. “É número bastante significativo considerando que estamos na fase inicial”, disse.

Banco Central fez live para falar sobre o Pix

O BC realizou na manhã de hoje uma live, em sua página do Youtube, para esclarecer dúvidas sobre o início do cadastro de chaves do Pix. Você pode conferir essa live no vídeo a seguir:

De acordo com Brandt, todos que têm conta em alguma instituição financeira, seja banco, fintech ou outro, poderão usar o Pix. Assim, o Pix será uma forma alternativa aos tradicionais DOC e TED e outros tipos de pagamento. O cadastramento da chave é uma forma de facilitar ainda mais essas transações, pois ele identifica o recebedor sem a necessidade de informar dados como número da instituição, agência e conta.

“É uma espécie de apelido para facilitar o envio de Pix”, disse. “Não é necessária a chave para fazer o Pix, mas sim para ter uma experiência fluida e facilitada. É um instrumento de conveniência. E se não tiver chave? A pessoa vai ter mais trabalho, porque vai ter que passar o seu conjunto completo de informações para quem vai fazer a transferência”, explicou.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitter Instagram. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc.

Fonte: Agência Brasil

Imagem: baranq / Shutterstock

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais