Pix terá parcelamento no crédito e saque em estabelecimentos em breve

Presidente do Banco Central garantiu no primeiro semestre do ano que vem.

0

Pix terá parcelamento no crédito e saque em estabelecimentos em breve. O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, informou hoje (16), que o Pix, sistema de pagamentos instantâneos, contará com opção de pagamento programado. Ou seja, vai permitir financiamentos de crédito e serviços de cashback. O Pix começou, nesta segunda-feira (16), somente com a opção de débito em conta corrente.

É provável que você também goste:

Saiba como consultar o saldo e extrato do Sodexo alimentação

C6 Bank vai isentar pessoa jurídica de tarifa do Pix

Pix começa hoje (16): saiba mais sobre o novo sistema de pagamentos do Banco Central.

C6 Bank anuncia Pix grátis na maquininha C6 Pay por três meses.

Pix terá parcelamento no crédito e saque em estabelecimentos em breve

Portanto, o pagamento programado é o agendamento de transferências financeiras para alguma pessoa ou instituição. Ele será chamado de “Pix Garantido”. “O Pix Garantido nada mais é do que fazer 1 Pix irrevogável que, evidentemente, nele tem que vir embutido 1 produto de crédito. Assim como é feito com o cartão de crédito”, afirmou o diretor da Organização do Sistema Financeiro e Resolução do Banco Central, João Manuel Pinho de Mello.

O Banco Central estuda as formas de implementar as medidas para permitir parcelamentos de produtos comprados com o Pix.

Além disso, Campos Neto, ao ser perguntado se haverá cobrança de juros, disse que vai depender da “peculiaridade” do produto. “Não tem uma resposta específica”, afirmou.

SaquePix

O serviço de cashback vai se chamar SaquePix, que na verdade é uma retirada do dinheiro em lojas de varejo. Portanto, caso o consumidor pague 550 em um determinado produto que vale R$ 500, vai pegar R$ 50 de troco.

Manuel ainda disse que a operação é boa para todos. “Alguns lugares ajudam na inclusão financeira, porque nem rede de caixa [eletrônico] há. Para o varejista e é bom porque atrai o consumidor para a loja”, disse.

O consumidor também poderá sacar R$ 80, por exemplo, mesmo sem comprar qualquer produto na loja. O caixa apresenta um QR Code, que ele poderá gerar na maquininha do cartão e pago pelo Pix no app da instituição financeira. Depois de confirmado, o atendente entrega o dinheiro em espécie para a o consumidor.

Por fim, o presidente do BC disse que o objetivo inicial é desenvolver um sistema de pagamentos estável e agradável para a experiência do usuário. Posteriormente, as inovações serão acrescentadas na plataforma. “O clashback e o pagamento programado São funcionalidades que a gente já está no horizonte próximo e a gente vai fazer o mais rápido possível, mas sempre deixando claro que a prioridade é que o sistema seja estável”, afirmou.

É provável que você também goste:

3 cartões de crédito que aumentam limite atrelado ao investimento.

Quer ficar por dentro de tudo o que rola no setor financeiro?

Então é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTubeFacebookTwitter, Instagram, e Twitch. Lembrando que fazemos lives em todas as plataformas, às quintas-feiras, 19 horas! É só colar lá!

Imagem: adrianosiker.com/shutterstock.

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar