Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Quando ocorre o pagamento do Auxílio Brasil em maio? Veja o calendário

0

O governo federal já liberou o calendário de pagamento do Auxílio Brasil durante o mês de maio. Em suma, todos os beneficiários podem conferir quando vão receber o dinheiro do programa que substitui o antigo Bolsa Família.

Instituído em 2021, o benefício visa auxiliar as famílias de baixa renda e em situação de vulnerabilidade. O benefício segue com pagamento médio de R$ 400 por família. Além disso, ele também dá acesso a outros auxílios, com o vale gás. Sendo assim, veja o calendário abaixo.

É provável que você também goste:

Confira o calendário de maio do Auxílio Brasil e quem irá receber o benefício

INSS muda regra para concessão do auxílio-acidente; confira os detalhes

O governo vai liberar o 13º salário do Auxílio Brasil em 2022?

Quando ocorre o pagamento do Auxílio Brasil em maio? Veja o calendário

Em suma, o calendário de pagamento do Auxílio Brasil acontece a partir do número final do NIS. Sendo assim, confira abaixo o calendário de pagamento do mês de maio.

Final do NISData pagamento
118 de maio
219 de maio
320 de maio
423 de maio
524 de maio
625 de maio
726 de maio
827 de maio
930 de maio
031 de maio

Quem receberá o pagamento do Auxílio Brasil em maio?

Em suma, há 3 grupos dentro dos beneficiários que deve receber o pagamento do Auxílio Brasil durante o mês de maio:

  1. Aqueles que já recebiam o Bolsa Família, ganham o novo benefício de forma automática;
  2. Pessoas com cadastro no CadÚnico, mas que não recebiam o auxílio, vão para a espera;
  3. Por fim, as pessoas em situação de extrema pobreza, mas que ainda devem se cadastrar no CadÚnico. Nesta situação, é necessário buscar o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) mais próximo.

Quais regras determinam quem recebe o Auxílio Brasil?

Em suma, para ter direito ao pagamento do Auxílio Brasil, é necessário:

  • Estar em situação de extrema pobreza. Ou seja, ter renda familiar per capita de até R$ 105. Ou ainda, apresentar situação de pobreza – renda per capita entre R$ 105,01 e R$ 210;
  • Ter cadastro no CadÚnico do governo federal.

Ademais, a prioridade do CadÚnico vai para:

  • As famílias com integrantes em situação de trabalho infantil;
  • Com integrantes libertos de situação próxima à de trabalho escravo;
  • Além disso, os Quilombolas também tem acesso ao pagamento do Auxílio Brasil;
  • Ademais, os indígenas também fazem parte da prioridade;
  • Com catadores de materiais recicláveis;
  • Por fim, há outras categorias, quando permitidas e fundamentadas pelo Ministério da Cidadania.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: rafapress / Shutterstock.com

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar

Fechar