Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Queda de anúncios online deixa Big techs preocupadas: e agora?

Meta, Snap, Twitter, Apple, Google e Microsoft relataram que houve redução dos orçamentos publicitários no primeiro trimestre.

0

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Grande parte das empresas de tecnologia foram construídas com verbas publicitárias. Com isso, até mesmo as Big techs mais poderosas ficaram um pouco vulneráveis após a divulgação de seus resultados de lucros do mês de julho.

“Parece que entramos em uma crise econômica que terá amplo impacto no negócio de publicidade digital” afirmou Mark Zuckerberg, CEO da Meta, a analistas durante a teleconferência de resultados da empresa na quarta-feira (27). “É sempre difícil prever quão profundos ou longos serão esses ciclos, mas eu diria que a situação parece pior do que no último trimestre”, completou.

Redução na publicidade

Como resultado da recente desaceleração do mercado e incerteza econômica, Meta, Snap, Twitter, Apple, Google e Microsoft relataram que houve redução dos orçamentos publicitários. Dessa forma, houve um impacto em seus lucros do trimestre anterior e provavelmente continuará nos próximos trimestres.

Além dessas empresas, a plataforma de música Spotify também relatou que viu uma “atenuação” em seu negócio de anúncios desde as duas últimas semanas de junho.

Ademais, o principal negócio de publicidade do Google teve crescimento de somente 11,6% ano a ano, comparando com o crescimento de quase 69% registrado no mesmo período de 2021.

Já a Meta, empresa que administra o Instagram e o Facebook, teve a sua primeira queda na receita trimestral ano a ano da sua história como empresa pública, sendo que a publicidade é a que gera a maioria da receita da Meta.

Assim, empresas muito menos dependentes da publicidade também foram impactadas pela redução. A Microsoft afirmou que teve um impacto na receita de US$ 100 milhões no decorrer do segundo trimestre com a redução nos gastos com publicidade.

Crise econômica

A guerra da Rússia na Ucrânia gerou muitas incertezas entre os anunciantes, além disso muitas empresas de tecnologia cortaram a capacidade de empresas russas de anunciarem em suas plataformas. 

Ademais, o aumento na inflação também ocasionou uma desaceleração do mercado e os temores de uma nova recessão fizeram com que as empresas reduzissem seus orçamentos de publicidade, afirmaram as gigantes da tecnologia em seus relatórios na última semana de julho.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal no YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Instagram e Twitch. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: achinthamb / Shutterstock.com

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar

Fechar