Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Quem tem seguro-desemprego pode pedir auxílio de R$ 600? Se ele acabar em maio ou junho, sim

0

Uma das condições para o recebimento do Auxílio Emergencial de R$ 600 reais liberados pelo governo é que quem recebe não pode estar recebendo o seguro-desemprego. Porém, se o seu seguro-desemprego estiver para terminar nos meses de maio ou junho, então você pode pedir o Auxílio Emergencial. Confira, a seguir, como fazer o pedido do auxílio de R$ 600 reais e quais as condições para quem está com o seguro-desemprego prestes a terminar se tornar elegível para receber o benefício. Confira!

É provável que você também goste:

Aposentados do INSS podem receber até R$ 2.0 mil de revisão neste mês e você nem sabe

Confira os cuidados na hora de acessar o aplicativo Caixa Tem

Aglomerações nas agências faz Caixa mudar data da 2ª parcela do Auxílio Emergencial

Como saber se quem recebe seguro-desemprego pode pedir o auxílio de R$ 600?

Se a última parcela do seu seguro-desemprego for paga nos meses de maio ou junho, você já pode fazer o pedido do Auxílio Emergencial de R$ 600. Lembrando que o pedido só pode ser feito após o período de pagamento do seguro. Se for feito antes ou durante o pagamento do seguro, você não receberá o auxílio.
Dessa forma, a orientação é que quem recebe o seguro-desemprego leve em conta o mês que receberá a última parcela. Como o auxílio de R$ 600 será pago nos meses de abril, maio e junho, aqueles que não recebem seguro-desemprego em alguns desses meses ainda podem solicitar o valor.

Portanto, se o seu seguro terminou em abril, por exemplo, o pedido pode ser realizado agora, no mês de maio, dando a você o direito de receber as duas parcelas restantes do Auxílio Emergencial. Desde, é claro, que você se encaixe nos outros critérios para receber os R$ 600.

Quem pode receber o auxílio de R$ 600?

O primeiro critério para receber o auxílio emergencial de R$ 600 é não possuir um emprego formal, ou seja, não ter carteira assinada. O auxílio será pago somente a trabalhadores informais, pessoas desempregadas e microempreendedores individuais (MEIs).

Além disso, trabalhadores por conta própria que contribuem para o INSS e trabalhadores intermitentes também podem pedir o benefício.

Se nos próximos meses você deixar de receber o seguro-desemprego, pode solicitar o auxílio de R$ 600, desde que cumpra os requisitos abaixo:

  •  tenha mais de 18 anos de idade;
  •  possua renda mensal de até três salários mínimos (R$ 3.135) por família;
  •  possua renda mensal de até meio salário mínimo (R$ 522,50) per capita (ou seja, por pessoa);
  •  não tenha recebido mais de R$ 28.559,70 em rendimentos tributáveis em 2018;
  •  não receba benefício previdenciário ou assistencial (exceto o Bolsa Família), como aposentadoria, benefício de prestação continuada (BPC) e seguro-desemprego.

Por fim, o Auxílio Emergencial é limitado a duas pessoas por família; e será dobrado para homens ou mulheres solteiros que sejam chefes de família, recebendo, nesse caso, R$ 1.200.

Como fazer o saque do Auxílio Emergencial?

Para realizar o saque, o beneficiário deve atualizar o aplicativo Caixa Tem, fazer o login e selecionar a opção “Saque sem cartão”. Assim, o aplicativo vai gerar um código autorizador para saque em caixas eletrônicos da Caixa, com validade de 2 horas.

Caso você não consiga usar o aplicativo, também é possível gerar o código na agência, como explicamos nessa matéria aqui.

Enfim, gostou da matéria?

Então, siga o nosso canal do YouTube, e nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e matérias relacionadas ao assunto de fintechs.

Imagem: Brenda Rocha / Shutterstock.com

Comentários
Carregando...