Reclamações sobre empréstimo descontado em folha (consignado) crescem 80% em dois anos

0
PUBLICIDADES
PUBLICIDADES

O crédito consignado, que é um empréstimo em que as parcelas são descontadas diretamente do salário ou da aposentadoria, tem recebido um número de reclamações muito maior nos últimos dois anos. Segundo dados do Banco Central (BC), na comparação entre os quatro trimestres de 2017 e 2019, a quantidade de queixas sobre o assunto aumentou de 676 para 1223, representando um crescimento superior a 80%.

É provável que você também goste:

PUBLICIDADES

Confira o roteiro completo do Caminhão da Serasa ao longo de 2020

PUBLICIDADES

Conheça o empréstimo para autônomo negativado do Serasa eCred e veja como solicitar.

Clientes do Banco Inter agora ganham 2% de cashback em compras da Playstation Plus.

Reclamações sobre empréstimo descontado em folha (consignado) crescem 80% em dois anos

Um dos itens mais reclamados pelos clientes, no ano passado, foi o impedimento de realização de portabilidade do crédito consignado (migração) para outras instituições financeiras.

PUBLICIDADES
PUBLICIDADES

Outro problema citado pelos reclamantes foi a concessão do consignado sem uma contratação formal, ou sem, sem o cliente entender o que está contratando.

Somado a isso, também houve irregularidade relativas a documentos para liquidação antecipada do crédito, ao fornecimento de contratos e a informações prestadas também são outros pontos que estão entre as queixas.

O que fazer caso você tenha sido uma vítima?

Caso você perceba que foi vítima de alguma manobra de qualquer instituição financeira, entre em contato com os órgãos de defesa do consumidor, como o Procon do seu estado.

Além disso, você pode também reclamar via site do Banco Central, para que o órgão fiscalize o banco.

Enfim, gostou da matéria?

Então, siga o nosso canal do YouTube, e nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e matérias relacionadas ao assunto de fintechs.

PUBLICIDADES
PUBLICIDADES

Imagem: 88studio/Shutterstock.

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar