Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Regras para receber novo auxílio de R$ 500 do Governo são divulgadas; veja se você tem direito

Clique para saber quem pode receber o novo auxílio, e quais são as regras para fazer parte do programa assistencial!

Na última quinta-feira (21), o governo anunciou os requisitos que a população deve cumprir para receber o novo auxílio de R$ 500 por mês. A expectativa é que a distribuição dos recursos comece nos próximos dias.

Com as fortes chuvas que destruíram cidades do Rio Grande do Sul, o Governo Estadual resolveu ampliar o benefício do aluguel social para as vítimas das enchentes, em 11 cidades gaúchas. As principais alterações envolvem a renda dos beneficiários e a situação da sua residência.

Entretanto, apenas os moradores de Arroio do Meio, Colinas, Cruzeiro do Sul, Encantado, Estrela, Lajeado, Muçum, Roca Sales, Santa Tereza, Taquari e Venâncio Aires poderão receber o auxílio de R$ 500.

Quais as exigências para receber o auxílio?

Imagem: rafastockbr / shutterstock.com

O aluguel social é pago para as famílias em situação de vulnerabilidade, com renda per capita de R$ 218. Entretanto, as regras mudaram para atender a uma quantidade maior de vítimas das chuvas que assolaram o Rio Grande do Sul.

Veja também:

Taxa Selic: entenda como ela interfere nas empresas que você utiliza no dia a dia

Assim, o governo aumentou em 3 vezes o valor da renda máxima. Dessa forma, o auxílio passa a atender tanto as pessoas em situação de vulnerabilidade, quanto as de baixa renda. Portanto, as exigências para quem quiser receber o benefício de R$ 500 por mês são:

  • Possuir cadastro no CadÚnico;
  • A renda mensal per capita deve ser de, no máximo, R$ 660;
  • O beneficiário precisa ter perdido a sua casa por conta das fortes chuvas das últimas semanas.

Como será o pagamento?

Os últimos detalhes para a liberação do auxílio estão sendo ajustados. Contudo, sabe-se que o governo do estado fará os repasses para as prefeituras. Então, os municípios serão os responsáveis por encaminhar os valores para os beneficiários finais.

Além disso, as prefeituras terão o papel de fazer o levantamento de quem pode receber o dinheiro, e poderão acrescentar exigências próprias de acordo com a sua situação.

Imagem: rafastockbr / shutterstock.com