Renda Brasil incorpora Bolsa Família e pode pagar R$ 300 e auxílio-creche de R$ 250

0

O governo federal está começando a se movimentar para criar o novo programa social Renda Brasil, o substituto do Bolsa Família, que vai passar a atender mais de 40 milhões de pessoas. No inicio deste mês, o ministro da Economia – Paulo Guedes, chegou a adiantar o valor que será pago no Renda Brasil. Guedes informou que o programa vai pagar valores entre R$ 200 e R$ 300 mensais. O que muita gente ainda não sabe, é que o programa também poderá criar um vale de R$ 250 para que as crianças possam ser atendidas pelo novo programa.

É provável que você também goste:

BNDES disponibiliza mais R$ 5 bilhões em empréstimo para micro, pequenas e médias empresas.

Dívida no cartão de crédito? Em quanto tempo o nome sai do SPC/SERASA?

Auxílio emergencial: CPF e e-mail já existem no Caixa Tem. Como resolver?

Renda Brasil vai substituir o Bolsa Família mas beneficiário vai ganhar mais

Renda Brasil incorpora Bolsa Família e pode pagar até auxílio-creche de R$ 250

O Renda Brasil ainda passa por estudos, e deve mudar bastante antes de ser lançado oficialmente. O que se sabe até o momento, é sobre o valor, que poderá ser maior que o Bolsa Família. Em média, o programa deverá pagar valor entre R$ 200 e R$ 300 mensais.

Agora, a equipe econômica do governo Jair Bolsonaro também pretende criar um vale de R$ 250 por mês para que crianças atendidas pelo novo programa social Renda Brasil tenham acesso a creches. A medida teria custo de R$ 6 bilhões e seria financiada com redução de gastos em outras áreas.

O objetivo dessa medida, de acordo com fontes que participam da elaboração do novo programa, é complementar a transferência de renda paga a famílias que serão atendidas pelo benefício, que substituirá o Bolsa Família. O plano ainda está em análise e precisa ser debatido com o Ministério da Educação. Procurado para comentar a medida, o MEC não se posicionou.

A estimativa dos técnicos é que o déficit de vagas para crianças de 0 a 3 anos dentro da faixa a ser atendida pelo Renda Brasil é de dois milhões, já descontadas as famílias desse universo cujos filhos não estão em creche por opção.

Entretanto, a ideia não envolveria a construção de creches públicas. Na visão da equipe, a concessão de vouchers seria mais eficiente porque permitiria que as famílias escolhessem os estabelecimentos em que querem matricular as crianças. Assim, seria possível aproveitar a estrutura de instituições já estabelecidas, como creches privadas e até igrejas.

Por fim, se o auxílio-creche for implementado, o programa abrangeria um universo de 57,3 milhões de pessoas. O repasse seria formado por dois tipos de benefícios principais: um de R$ 100 de superação da pobreza e outro, também de R$ 100, pago por criança (de 0 a 15 anos). O público elegível a receber o valor completo do benefício seria o de famílias com renda de até R$ 250 por pessoa.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o Facebook, Twitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Fonte: Extra

Imagem: rafastockbr via shutterstock

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais