Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

“Revisão da vida toda” começa a ser julgada no STF

Decisão começou a ser tomada na última sexta-feira, dia 4 de junho.

0

O Supremo Tribunal Federal começou a julgar nesta sexta-feira, 4 de junho, a camada “revisão da vida toda”, que poderá levar ao aumento nas aposentadorias e pensões de milhares de segurados do INSS. A análise da ação, que inclui os salários de contribuição anteriores a julho de 1994 no cálculo dos benefícios, ocorre entre os dias 4 e 11 de junho.

Caso aprovada, a revisão será válida para trabalhadores que se aposentaram após o ano de 1999 e não puderam computar em seu benefício os salários de contribuição anteriores a 1994, pois o INSS realizou o cálculo com os valores recolhidos após o início do Plano Real. Ou seja, a correção recalcula a média salarial considerando todos os salários do trabalhador, mesmo os anteriores a julho de 1994.

É provável que você goste também:

El Salvador quer ser o primeiro país a legalizar o bitcoin como moeda

Empréstimo de até R$ 3 milhões da Creditas permite pagamento em até 10 anos

Banco BMG libera crédito sem consulta ao SPC/SERASA para trabalhador CLT

Julgamento de “Revisão da vida toda” iniciou na última sexta-feira (4) 

Primeiramente, é preciso dizer que pode pedir a revisão somente quem recebeu o primeiro pagamento do benefício previdenciário nos últimos 10 anos, em razão do prazo decadencial. Por isso é importante entrar com o pedido da ação na justiça o quanto antes. Caso o aposentado há menos de 10 anos queira revisar seu benefício, deverá realizar um cálculo prévio com a conversão das moedas anteriores para saber se realmente terá o benefício aumentado.

Para ter direito à revisão da vida toda, é preciso preencher os seguintes requisitos:

  • ter aposentadoria com data de início entre 29/11/1999 e 12/11/2019.
  • ter recebido o primeiro pagamento do benefício nos últimos 10 anos;
  • por fim, ter começado a contribuir com o INSS antes de julho de 1994.

Assim, além de ter o benefício revisado, aumentando o valor mensal, o segurado que pedir a revisão receberá os atrasados dos últimos 5 anos. Diego Cherulli, vice-presidente do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP), alertou em entrevista ao G1 que “não é todo mundo que será beneficiado por essa revisão”.  

Por fim, para fazer o pedido, existem alguns documentos necessários. Confira:

  • carteiras de trabalho;
  • carnês de contribuição;
  • processo administrativo de aposentadoria (requerido no site ou aplicativo do INSS);
  • carta de concessão do benefício.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook,Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: revisão / shutterstock.com

- Publicidade -

Comentários
Carregando...