Em breve, os consumidores terão mais uma novidade que busca facilitar o dia a dia! Com o lançamento do sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central, sacar dinheiro em lojas físicas será permitido. Contudo, o lançamento está previsto apenas para o mês de novembro. Segundo o presidente do BC, Roberto Campos Neto, os detalhes para uso da rede varejista para sacar dinheiro devem ser divulgados em agosto.

É provável que você também goste:

Nubank explica como enviar e receber dinheiro pelo WhatsApp

Número de parcelas extras do Auxílio Emergencial ainda não é consenso

Banco Original e PicPay iniciam testes para aderir ao sistema de pagamentos instantâneos PIX

Pix: sacar dinheiro em lojas físicas e realizar transferência são diferenciais

Um dos diferenciais do sistema de transferências e pagamentos instantâneos, nomeado Pix, será a possibilidade de realizar as operações todos os dias. Ou seja, será possível utilizá-lo inclusive nos fins de semana e feriados, a qualquer hora, por pessoas e empresas.

Além disso, para fazer compras no Brasil, os consumidores poderão pagar em dinheiro, usar cartões ou quitar boletos. Já para transferências de recursos entre pessoas ou empresas, com contas em diferentes bancos, haverá limite de horário.

“O que posso adiantar é que essa facilidade visa a trazer mais eficiência, por meio da reutilização do dinheiro no varejo e do aproveitamento dessa rede, e fomentar a competição, ampliando as opções e a capilaridade das instituições para ofertarem o saque. Além disso, tem potencial de reduzir ainda mais o custo logístico e operacional com a distribuição de numerário”, disse o presidente do Banco Central.

Além dos saques, transferência entre pessoas será gratuita

Outro fator apontado por Campos Neto como fundamental para gerar mais eficiência no Pix será a gratuidade nas transferências de dinheiro entre pessoas físicas que usarem o sistema de pagamentos instantâneos.

“Destaco ainda que haverá gratuidade para pessoas físicas, de forma a possibilitar igualdade de condições a outros meios de pagamentos. Confio que as instituições participantes desenvolverão modelos de negócio e estratégias interessantes e economicamente atrativas, ofertando o Pix às empresas de modo a refletir o baixo custo e agregar serviços que gerem valor para os clientes”, disse o presidente do Banco Central durante a coletiva.

Empresas que buscam permitir saques e demais benefícios do Pix devem se cadastrar

As empresas varejistas que tiverem interesse em participar do sistema de pagamentos instantâneos, permitindo que os consumidores consigam sacar dinheiro em lojas, entre outros benefícios, deverão se cadastrar para começar a atuar com o Pix a partir do dia 1º de novembro.

Já aquelas que tiveram indeferidas as solicitações para aderir ao sistema de pagamentos instantâneos poderão fazer um novo pedido em 1º de dezembro. De acordo com o presidente do Banco Central, é preciso se adequar aos requisitos antes de solicitar a participação novamente.

Vale reforçar que, a partir de agosto, todas as informações sobre o sistema Pix estarão disponíveis para os consumidores e lojistas.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o Facebook, Twitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: rafapress, via Shutterstock