SafraPay zera taxa do crédito à vista e parcelado e esquenta ‘Guerra das Maquininhas’. Enquanto a Guerra das Maquininhas segue andando a todo vapor, o Safra fez uma nova ofensiva no mercado.

SafraPay zera taxa do crédito à vista e parcelado e esquenta ‘Guerra das Maquininhas’

O banco, portanto, zerou, por tempo indeterminado, a cobrança nas transações com cartão de crédito à vista e parcelado para empreendedores que faturam até R$ 50 mil por mês. O terminal, que é batizado de SafraPay, também sai “na faixa” para quem fatura acima de R$ 3 mil por mês.

É provável que você também goste:

Nubank revela o que ajuda a aumentar o limite do cartão de crédito.

STJ autorizou cancelamento da CNH de quem está com o nome no SPC e Serasa?

Maquininha Rede: fim da taxa de antecipação e recebimento em 2 dias.

A Guerra das Maquininhas segue intensa e não deve acabar tão cedo. Até porque, nas últimas semanas as brigas foram intensificadas.

A Rede, do Banco Itaú, por exemplo, está sendo até investigada pelo Cade. O Cade investigará o banco depois da Rede zerar a taxa de antecipação. Portanto, a investigação do Cade avaliará se houve conduta anticoncorrencial. O que significa que será levantado se a Rede tenha passado a cobrar um preço predatório e se passou a existir um subsídio cruzado na operação.

Ou seja, vemos diversos movimentos no mercado das maquininhas. O que certamente não deve acabar tão cedo. Portanto, o mercado deve ainda se aquecer muito mais.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe nossas notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Fonte: Estadão.