Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

SAIU: Calendário de pagamentos do PIS 2024; confira

Você já sabe quando receberá o seu PIS em 2024? Clique e confira o calendário de pagamentos que deve acontecer no próximo ano!

O abono salarial é muito esperado por diversos trabalhadores todos os anos, e agora os trabalhadores já estão ansiosos pelo calendário de pagamentos do PIS para 2024! Como, neste ano, os pagamentos já aconteceram, o fim de ano abre novas expectativas aos trabalhadores.

Portanto, espera-se que os pagamentos comecem a acontecer a partir de fevereiro de 2024. Embora o calendário com as datas corretas ainda não tenha sido divulgado, são mais de 25 milhões de beneficiários que aguardam para saber.

Qual é o calendário de pagamentos do PIS 2024?

Carteira de trabalho com várias notas de 100 e 50 reais dentro
Imagem: Brenda Rocha – Blossom/shutterstock.com

Como falamos acima, o calendário oficial com as datas de pagamentos do PIS 2024 ainda não está disponível para a população. Isso porque, geralmente, essa divulgação costuma acontecer somente em janeiro. No entanto, podemos levar em consideração o que aconteceu em 2023, para que você já possa se preparar para receber!

Da maneira geral, o calendário de pagamentos do PIS nos outros anos leva em consideração o mês de nascimento do trabalhador – e isso também deve acontecer em 2024. Assim, ficaria desta forma:

  • Janeiro e Fevereiro: Pagamento em fevereiro;
  • Março e Abril: Pagamento em março;
  • Maio e Junho: Pagamento em abril;
  • Julho e Agosto: Pagamento em maio;
  • Setembro e Outubro: Pagamento em junho;
  • Novembro e Dezembro: Pagamento em julho.

Quais são os requisitos para receber o PIS/PASEP 2024?

O primeiro passo para receber o abono salarial do PIS seguindo o calendário de pagamentos de 2024 é se enquadrar nos critérios do Governo. Dessa forma, para ter direito ao benefício, é necessário ter a carteira assinada por, no mínimo, 30 dias no ano anterior (2023). Além disso, sua remuneração mensal não deve ter excedido o valor de dois salários mínimos.

Veja também:

Licença-paternidade remunerada com duração de 4 meses pode se tornar realidade; entenda

Ademais, outra exigência é que o trabalhador esteja cadastrado no programa há, no mínimo, cinco anos. Caso haja qualquer indício de falta de informação, é imprescindível comunicação com o empregador para devida correção. Uma vez validado isso, a consulta da elegibilidade pode ser feita através do aplicativo Carteira de Trabalho Digital (Android e iOS).

Imagem: Brenda Rocha – Blossom/shutterstock.com