Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Salário mínimo de R$ 1.550: saiba mais sobre esse pagamento

Diversos trabalhadores receberão um salário mínimo no valor de R$ 1.550. Confira mais detalhes sobre esse pagamento!

Diversos profissionais receberão um de R$ 1.550 neste ano! Trata-se, portanto, do Salário Mínimo Paulista, destinado a diversas categorias de trabalhadoras e trabalhadores do estado de São Paulo.

Logo, a implementação da se dá após sua aprovação pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) em 2023. Entre os beneficiados estão empregados domésticos, auxiliares de escritório, ascensoristas, trabalhadores de serviços de limpeza, entre outros. Continue a leitura!

Trabalhadores de São Paulo receberão salário mínimo de R$ 1.550 em 2024

Imagem de uma calculadora com notas de 50 e 100 reais em cima e um bilhete branco escrito "Salário Mínimo". Acima, aparece também uma caneta esferográfica azul.
Imagem: rafastockbr / Shutterstock.com

Além dos profissionais elegíveis para receber o novo Salário Mínimo Paulista, um dos destaques da medida aprovada no ano passado foi a inclusão dos cuidadores de nas categorias abrangidas.

Andreia Teixeira, presidente e fundadora da Associação Brasileira dos Cuidadores, avalia que, embora existam outros desafios pela frente, como a regulamentação das condições de de acordo com a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), a aprovação da alteração no piso salarial é importante para a valorização da categoria.

Veja também:

Bolsa Família: contrato de trabalho temporário poderá ficar fora do cálculo; entenda

Quais serão os impactos com esse novo valor?

A 17.692/2023 veio para unificar e aumentar o Salário Mínimo Paulista, que passou para R$ 1.550. Anteriormente, existiam duas faixas de trabalhadores que recebiam R$ 1.284 e R$ 1.306, respectivamente. O índice de do piso paulista foi quatro vezes maior do que a , o que representa um importante avanço para os trabalhadores do estado.

Para 2024, há a possibilidade de uma nova ampliação do piso salarial, isso dependendo de um novo a ser votado pela Alesp e sancionado pelo governador. Ademais, é importante destacar que a regra se aplica a profissionais que não possuem pisos salariais definidos em lei federal ou convenções coletivas.

O presidente da Alesp, o deputado André do Prado (PL), ressaltou o esforço do Legislativo Paulista, composto por 94 parlamentares. Ele afirmou que, ao falar em piso salarial, estão discutindo o à demanda da população que mais precisa.

Imagem: rafastockbr / Shutterstock.com