Santander demitiu mais de 200 funcionários após assumir compromisso de manter empregos

Mesmo após assumir um compromisso público de que não faria cortes durante a pandemia do novo coronavírus, o Banco Santander demitiu mais de 200 funcionários nas últimas semanas. Os dados são nacionais, informados pelo Sindicato do Bancários de São Paulo, atualizado até esta sexta-feira (19).

É provável que você também goste:

Fim do Bolsa Família? Saiba tudo sobre o Renda Brasil

As melhores alternativas ao Nubank para cartão de crédito, conta PF e PJ

317 mil pagamentos irregulares do auxílio emergencial a servidores são identificados em maio

Banco havia reforçado em abril que não faria demissões

A demissão dos 200 funcionários vem em tom de surpresa, pois desde o início da crise, o banco Santander deu ao menos três demonstrações de que não faria cortes de trabalhadores. Em abril, principalmente, o banco deixou registrado em suas demonstrações financeiras do primeiro trimestre o interesse principal em manter a equipe.

Conforme as páginas 7 e 8 do registro, o banco afirmava que “As pessoas são elemento essencial na Organização. Afinal, são elas que pensam, projetam, desenvolvem, interagem e constroem aquilo que o Banco Santander deseja ser. Esse é o motivo de o banco investir em cada um dos 47.192 funcionários aqui no Brasil. (…) Devido ao contexto atual do Covid-19, o Santander firmou o compromisso de não demitir funcionários durante a crise.”

Santander demitiu mais de 200 funcionários mesmo com acordo junto ao sindicato

Além dos documentos registrados, o Banco Santander havia firmado acordo com o sindicato de bancários de que não demitiria “durante o período mais crítico da epidemia”, acompanhando resolução dos concorrentes Itaú e Bradesco.

Por fim, a instituição havia anunciado ainda a adesão à campanha “Não Demita”, junto com mais de 4 mil empresas que prometeram manter suas equipes, como Magazine Luiza, Natura e Boticário. Entretanto, mesmo com todos os indicativos, o Santander demitiu mais de 200 funcionários.

Santander afirma que não quebrou compromissos

Apesar de ter demitido os funcionários, o Banco Santander afirma que não quebrou os compromissos feitos junto ao Sindicato dos Bancários e a campanha “Não Demita”. Segundo a instituição, o período acordado no movimento Não Demita foi cumprido, pois garantia congelamento das demissões por 60 dias.

As demais promessas seguiram, segundo o banco, o mesmo intervalo. A empresa menciona ainda que, recentemente, foram abertas mais de 1.500 vagas para profissionais de Tecnologia, Dados, Riscos, Finanças e Jurídico.

Instituição diz que demissão de mais de 200 funcionários visa eficiência

Ao ser questionado pela reportagem do G1 sobre o motivo pelo qual demitiu mais de 200 trabalhadores, o Banco Santander respondeu que “(…) como parte da gestão de qualquer negócio, a liderança do banco iniciou um processo de reavaliação do nível de produtividade de suas equipes, que deve ser contínuo em uma empresa que busca manter o melhor nível de eficiência da indústria”. Ainda reforçou seu compromisso com a responsabilidade social em tempos de crise.

As demissões, entretanto, causaram uma onda de protestos de funcionários na semana. A hashtag #SantanderRespeiteOBrasil reuniu reclamações relacionadas às atitudes do banco.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o Facebook, Twitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: Manuel Esteban via shutterstock

Maíra Moraeshttps://seucreditodigital.com.br/author/maira/
Jornalista e redatora publicitária. Atua, principalmente, em canais digitais com foco em produção de conteúdo para comunicação estratégica.
- Publicidade -

Mais Populares

Novo pagamento do FGTS Emergencial de até R$ 1045 será creditado na segunda

Será creditado nas contas dos trabalhadores, nesta próxima segunda-feira (13), um novo pagamento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Os trabalhadores...

14º salário dos aposentados e pensionistas do INSS deve ser liberado

14º salário dos aposentados e pensionistas do INSS deve ser liberado. Isso porque o Ministério da Economia vai receber a Indicação da Câmara (INC)...

Você sabia? Novo Cadastro Positivo ajuda quem está negativado no SPC/Serasa

Entenda por que o novo Cadastro Positivo pode ajudar quem está negativado. O Cadastro Positivo é um banco de dados em que ficam registrados...

Como funciona o auxílio-doença para quem é MEI?

O auxílio-doença MEI é um benefício importante para quem trabalha por conta própria, especialmente neste momento, por conta do isolamento social pelo coronavírus. Dessa...
- Publicidade -