A segunda parcela do auxílio emergencial que foi prometida originalmente para o dia 27 de abril, até hoje ainda não foi divulgada. Além disso, ainda não temos nenhuma previsão para o pagamento. Conforme a previsão inicial, ela começaria a ser paga no dia 27 de abril e se estenderia até o dia 5 de maio. Este dinheiro seria uma boa ajuda para os trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEIs) e autônomos no enfrentamento da crise causada pela pandemia de coronavírus.

É provável que você também goste:

TCU manda o governo publicar todos os nomes dos beneficiários do auxílio emergencial de R$ 600

Santander oferece desconto de até 90% para quitar dívidas

Em meio à pandemia, Supermercados Big abrem 1.037 vagas de emprego

Segunda parcela do auxílio emergencial está atrasada há mais de 15 dias

O isolamento social por conta do coronavírus que já dura dois meses, tem afetado severamente as vidas de milhões de brasileiros, com a perda de emprego e renda, na impossibilidade de trabalharem dentro da normalidade.

O esperado seria que o governo acelerasse o pagamento do auxílio emergencial e disponibilizasse o mais rapidamente possível. Infelizmente, isso não está acontecendo, e muitas pessoas dependem deste benefício. Tanto o Ministério da Cidadania quanto a Caixa Econômica Federal prometeram que as novas datas seriam anunciadas na semana passada, mas isso não aconteceu até agora.

A Dataprev também ficou de finalizar a análise de 14,7 milhões de cadastros até hoje (13) e os resultados serão transmitidos à Caixa Econômica Federal ainda hoje para que os pagamentos sejam processados.

Depois disso, a Caixa Econômica Federal será a responsável em efetuar o pagamento, desenvolve, e mantém o aplicativo, que informa o resultado processamento realizado pela Dataprev e homologado pelo Ministério da Cidadania.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

imagem: Brenda Rocha via shutterstock