Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Sindicatos ameaçam tirar reajuste salarial de trabalhadores que não pagam contribuição

0

Os trabalhadores estão ficando preocupados com possível perda de direitos. Isso porque duas entidades que atuam em São Paulo estão ameaçando os trabalhadores de perderem direitos como reajuste salarial, vale-refeição, participação nos lucros, adicional noturno, entre outros – para quem não pagar as contribuições sindical e assistencial.

Leia mais:

Itaú lança cartão Itaucard sem anuidade.

Seu salário pode estar sendo descontado pelo sindicato sem você saber.

Seja membro

Sindicatos ameaçam tirar reajuste salarial de trabalhadores que não pagam contribuição

As informações são do Portal UOL, que teve acesso a duas cartas em que sindicatos condicionam direitos trabalhistas ao pagamento das contribuições. Numa delas, o Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo fala sobre a perda do reajuste salarial e outros benefícios. Já em outra, o SindPD (Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados e Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo) fala sobre a perda de direitos, mas de uma forma vaga, sem dar muitos detalhes.

Segundo o portal, as cartas se encontram nos sindicatos e precisam ser assinadas por quem quiser solicitar isenção das contribuições. Nelas, está escrito que o trabalhador concorda em abrir mão dos acordos coletivos, sendo que no caso dos metalúrgicos, o documento fala sobre reajustes salariais, e na carta do SindPD, fala-se em desistir de “direitos conquistados”.

Conduta dos sindicatos é ilegal

A conduta dos sindicatos em exigir o pagamento da contribuição é ilegal. Ou seja, os sindicatos não podem escolher quais trabalhadores terão acesso aos direitos negociados com o empregador.

Portanto, o trabalhador só deve assinar a carta de renúncia às contribuições do sindicato se forem retirados os trechos que mencionam perda de direitos.

O que dizem os sindicatos?

Por fim, em nota, o SindPD afirmou que “seguiu rigidamente todos os procedimentos legais para realização das assembleias, publicações e notificações para a categoria”. Segundo a entidade, trabalhadores que participaram das assembleias consideraram injusto que uma pequena parcela, que se acha autossuficiente, queira usufruir das conquistas do sindicato sem nenhum ônus. “Isso fere até o bom senso”, disse. Procurado pelo UOL, o Sindicato dos Metalúrgicos não respondeu ao pedido de comentário até a publicação deste texto.

Para mais informações, acesse:

https://economia.uol.com.br/empregos-e-carreiras/noticias/redacao/2019/01/16/sindicatos-contribuicao-sindical-assistencial-trabalhador-direitos-aumento.htm

Enfim, gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim, acompanhará artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao mundo das fintechs.

Fonte: UOL.

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.