O cartão de crédito pode ser uma excelente ferramenta para administrar as suas finanças e equilibrar o seu orçamento, caso seja bem utilizado. Contudo, quando há um descontrole, pode levar ao endividamento, e consequentemente à inadimplência, como estão mais de 60 milhões de brasileiros atualmente. Uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), mostra que 48% dos usuários de cartão de crédito e 58% de quem recorreu ao crediário ficaram negativados por atraso das prestações. Entretanto, o cheque especial foi a modalidade que menos deixou os consumidores negativados, correspondendo a apenas 30%.

Nubank fecha primeiro semestre com prejuízo de quase R$ 51 milhões.

Ao negociar uma dívida, seu nome fica no SPC e Serasa até quitar?

Quase metade dos usuários já sujou o nome com cartão de crédito, diz pesquisa do CNDL e SPC Brasil

O levantamento também mostrou que 71% dos usuários costumam analisar as tarifas e os juros praticados antes de realizarem um financiamento. Outros também antes de contrair um empréstimo – 70%. Por outro lado, 45% dos consumidores ignoram as taxas do cheque especial, e 30% admitem que não avaliam os encargos do cartão de crédito antes de aceitar uma eventual proposta.

Todavia, quando foram questionados sobre quais gastos que controlam mais entre as modalidades utilizadas, confira os percentuais. Cerca de 85% afirmam que controlam o cheque pré-datado, 77% as parcelas do financiamento e 75% do empréstimo. Ao crediário (31%) e o cartão de crédito (30%), os usuários costumam dar menor atenção.

De acordo com a economista-chefe do SPC Brasil – Marcela Kawauti, o mau uso do crédito pode tornar a dívida difícil de pagar:

“Em uma sociedade voltada ao consumo, em que se incentiva a compra de bens muitas vezes desnecessários, o crédito fácil por meio de pequenas prestações e prazos a perder de vista surge como catalizador para o endividamento. Por essa razão, o consumidor precisa se conscientizar de que fazer um controle de suas finanças é essencial ”, ela analisa.

Ademais, os consumidores costumam aceitar cartões de crédito oferecidos por lojas e bancos sem avaliarem se realmente necessitam. Aproximadamente 41% dos brasileiros aceitam ofertas de cartões de lojas, inclusive com anuidades.

Por fim, caso queira conferir a pesquisa na íntegra, entre neste link.

A pesquisa foi feita com 910 consumidores de todas as regiões do país. Considerou pessoas com mais de dezoito anos completos, contemplando homens e mulheres de todas as classes sociais. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais, enquanto que a margem de confiança corresponde a 95%.

Gostou da notícia?

Siga nossas redes sociais como FacebookTwitter e Instagram. Acompanhe notícias e artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao mundo das fintechs.

Sobre o autor Ver todos os posts

EDUARDO MENDES

Sou um entusiasta da tecnologia, que também aprecia inovação, empreendedorismo, além de Fintechs e as suas facilidades.
Graduado em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e fundador do Seu Crédito Digital e do Optclean Tecnologia.

Comentários no Facebook