Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Taxistas podem ter isenção de ICMS na compra de carros novos; saiba mais

Descubra como a isenção de ICMS para taxistas até 2026 vai renovar a frota, beneficiando motoristas e passageiros

Uma ótima notícia para os taxistas! A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou a extensão da isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na compra de carros novos até 2026. Assim, essa medida visa modernizar a frota de táxis do estado e garantir serviços de transporte mais seguros e confortáveis para os passageiros.

Dessa forma, a isenção de ICMS pode representar uma economia significativa para o taxista, que pode chegar a 12% do valor total do veículo. Isso significa que o taxista poderá comprar um carro novo por um preço mais acessível, o que pode impulsionar seu negócio. Veja mais detalhes da medida!

Como irá funcionar a isenção para os taxistas

Portanto, o projeto de lei, proposto pelo deputado Dionísio Lins (PP), que também preside a Comissão de Transportes da ALERJ, está agora à espera da sanção do governador Cláudio Castro (PL) para passar a valer. 

Assim, a isenção fiscal está restrita a carros produzidos no Brasil e se estenderá até abril de 2026. Dessa forma, o impacto previsto é significativo, com uma redução de até 25% no preço dos veículos zero quilômetro, facilitando assim a aquisição por parte dos taxistas.

De acordo com Dionísio Lins, esta medida não apenas beneficia os motoristas com a redução de custos, mas também os usuários do serviço de táxi, que poderão contar com veículos mais novos e confortáveis para seus deslocamentos, contribuindo assim para a melhoria da qualidade do transporte público no estado.

Inscrições de taxista para o auxílio são prorrogadas
Imagem: Celso Pupo/shutterstock.com

Motoristas de aplicativo de fora

Uma emenda que buscava estender o mesmo benefício aos motoristas de aplicativos de transporte foi inicialmente incluída pelo deputado Renan Jordy (PL). No entanto, foi retirada por solicitação do autor do projeto principal. 

Veja também:

INSS vai pagar R$ 2,4 bilhões em atrasados; veja se vai receber uma parte

Contudo, Renan Jordy destacou que, seguindo recomendação de Dionísio Lins, irá propor uma nova legislação que também contemple essa categoria. Reconhecendo assim sua importância no ecossistema de transporte moderno.

Imagem: Celso Pupo/shutterstock.com