TCU vai divulgar lista com nomes de candidatos que ganharam auxílio emergencial indevidamente

0

O TCU vai divulgar em seu site os nomes dos candidatos que ganharam o auxílio emergencial mesmo tendo patrimônio superior a R$ 300 mil. A publicação dos nomes deve ocorrer até a próxima sexta-feira, em duas listas diferentes. A primeira lista terá os nomes dos candidatos com patrimônio entre R# 300 mil e R$ 1 milhão que ganharam o auxílio; enquanto que a segunda lista terá os nomes dos candidatos com patrimônio acima de R$ 1 milhão que receberam o mesmo benefício.

É provável que você também goste:

Senado vota autonomia do Banco Central nesta terça-feira (3)

Prorrogação do Auxílio Emergencial até março de 2021 é possível

App Caixa Tem está fora do ar nesta terça-feira (3)

10.724 candidatos ganharam auxílio emergencial indevidamente

Conforme auditoria do TCU (Tribunal de Contas da União), 10.724 candidatos aos cargos de prefeito ou vereador nas eleições municipais de 2020 com patrimônio acima de R$ 300 mil ganharam o auxílio emergencial. O ministro Bruno Dantas apresentou o relatório no plenário do TCU na última quarta-feira (28).

Após um cruzamento de dados, o TCU constatou que 1.320 candidatos milionários ganharam o auxílio emergencial indevidamente. Esse cruzamento envolveu dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), da folha de pagamentos do Bolsa Família e do INSS, da Base Unificada de Pessoas e do Cadastro de Pessoas Físicas.

Vale lembrar que, a princípio, a lei do auxílio emergencial não definia um limite em relação ao patrimônio dos beneficiários. No entanto, em setembro uma medida provisória definiu que o auxílio emergencial residual não seria pago a quem tinha patrimônio acima de R$ 300 mil em 31 de dezembro de 2019.

Dantas fez duras críticas a essas candidatos que ganharam o auxílio emergencial indevidamente. De acordo com o ministro, “nós conseguimos verificar que esses candidatos, pessoas que se apresentam para as eleições, para a representação da sociedade, possuem patrimônio absolutamente incompatível com esse benefício, um benefício de R$ 600 que deveria se prestar para aliviar a fome e as dificuldades momentâneas de pessoas que abruptamente perderam o seu trabalho, a sua renda, as condições de produzir o seu sustento e o da sua família. Nós nos deparamos com um quadro absolutamente lamentável, um quadro que dá asco”.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitterTwitch e Instagram. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc.

Imagem: Antonio Salaverry / Shutterstock

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar