Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Teto do seguro-desemprego tem novo aumento; veja o novo valor

Salário mínimo também segue variação do piso e aumenta de R$ 1,1 mil para R$ 1.212.

0

Períodos de crise econômica e instabilidade política costumam afetar os índices de empregabilidade. Com a pandemia da Covid-19, milhares de brasileiros perderam seus empregos e passaram a buscar auxílios governamentais, como o seguro-desemprego. 

O primeiro semestre de 2021 registrou uma queda de 17,6% nas solicitações do seguro-desemprego. Porém, somente em agosto, os pedidos tiveram um aumento de 6,5%. Mais de 400 mil cidadãos deram entrada no benefício buscando uma renda temporária.

É provável que você também goste:

14º salário dos aposentados do INSS pode ser pago até março

PIS/Pasep: trabalhador pode receber menos que um salário mínimo; entenda o motivo

Salário mínimo será diferente em 5 estados; veja onde se recebe mais

Vale ressaltar que esses números aumentaram por conta do encerramento do BEm (Benefício Emergencial – Programa de Manutenção do Emprego e da Renda), que possibilitava o acordo entre empresas e funcionários para redução de salário.  

Sendo assim, nesta semana, o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) foi reajustado em 10,14%, desencadeando o aumento do valor máximo do seguro-desemprego. De R$ 1.911,84, o seguro-desemprego subiu para R$ 2.106,08, totalizando um aumento de R$ 194,24.

Os novos valores estão sendo liberados para saque desde terça-feira (11) e valem para quem trabalhou com carteira assinada e foi dispensado sem justa causa. Serão pagas de três a cinco parcelas, que dependem da quantidade de meses trabalhados e do número de vezes de solicitação do seguro-desemprego. 

Como são calculadas as parcelas do seguro-desemprego?

As parcelas do benefício são calculadas com base na média dos três últimos salários do trabalhador antes da demissão. De acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego, o abono é definido da seguinte maneira:

  • Se o salário médio for de até R$ 1.858,17 – 80% do salário médio ou mínimo, prevalecendo o valor maior;
  •  De R$ 1.858,18 até R$ 3.097,26 – 50% sobre o que ultrapassar R$ 1.858,17, mais valor fixo de R$ 1.486,53.
  • Acima de R$ 3.097,26 – parcela invariável de R$ 2.106,08.

Para solicitar o seguro-desemprego, basta acessar o Portal Emprega Brasil. Lembrando que o trabalhador não pode ter vínculo empregatício para dar entrada no benefício. O prazo para solicitação varia entre 7º e o 120º dia da demissão para trabalhadores formais e entre o 7º e o 90º dia para empregadores domésticos. 

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimosfintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: gustavomellossa / Shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -