Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Trabalhador poderá contratar empréstimo consignado sem a autorização do empregador; entenda

O FGTS Digital permitirá que os empregados solicitem empréstimos consignados diretamente aos bancos. Saiba mais!

Na última terça-feira (27), o Ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho (PT), anunciou que o novo método de recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), o FGTS Digital, permitirá que os empregados solicitem empréstimos consignados diretamente aos bancos

Assim, essa nova modalidade será lançada na sexta-feira (1º). Então, a contratação de empréstimos consignados poderá ocorrer sem a necessidade de aprovação do empregador. Já que a garantia será a própria folha de pagamento do trabalhador. 

No entanto, segundo o ministro, essa possibilidade já existia, mas dependia de convênios entre empresas e bancos, o que limitava o acesso do trabalhador a essa modalidade de crédito. Veja mais detalhes!

Como irá funcionar a contratação do empréstimo consignado por meio FGTS Digital

Portanto, a plataforma FGTS Digital será o canal responsável por gerir a relação entre bancos, trabalhadores e empregadores. De acordo com Marinho, a iniciativa visa facilitar o acesso ao crédito consignado, democratizando essa modalidade de empréstimo e dando mais autonomia ao trabalhador na hora de gerir suas finanças pessoais. 

No entanto, ele salienta que é necessário que o trabalhador tenha consciência na hora de contrair o empréstimo para não comprometer o seu orçamento. Além disso, a expectativa é de que a implementação do FGTS Digital resulte em uma maior movimentação de crédito consignado no mercado financeiro e ajude a impulsionar a economia brasileira. 

Imagem de várias notas de 100 e 50 reais na mão de uma pessoa
Imagem: Alexandre Zorek / shutterstock.com

Controle do FGTS

Ademais, o FGTS Digital ainda vai oferecer a possibilidade de consulta e acompanhamento da situação do FGTS pelo trabalhador, o que irá contribuir para uma maior transparência e controle da movimentação dos recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Veja também:

MEI em risco! Conheça 5 golpes comuns contra pequenos negócios

Além disso, a plataforma também permitirá a utilização do Pix para os pagamentos, o que promete eliminar problemas de duplicidade e pagamentos indevidos. Além de desburocratizar as rotinas dos empregadores, que devem fazer o repasse mensalmente.

Imagem: Alexandre Zorek / shutterstock.com