A liquidação extrajudicial do Banco Neon S.A foi bastante divulgada no dia 4 de maio de 2018, e foi um assunto que repercutiu negativamente, e pôs em xeque a credibilidade das Fintechs. Surgiu uma outra notícia alarmante no mesmo dia, esta relacionada a vazamentos de dados do Banco Inter. Diante disso, os usuários ficaram com receio das contas digitais, pelo menos por alguns dias. Pouco tempo depois, ficou esclarecido que existem duas empresas distintas: o Banco Neon e Neon Pagamentos. O BACEN identificou apenas do Banco Neon uma deficiência de controle e monitoramento de prevenção de lavagem de dinheiro, além de comprometimento da situação econômico-financeira. Portanto, solicitou a sua liquidação extrajudicial. E agora, será que vale a pena ter conta no Neon?

Banco Neon e Neon Pagamentos

O Banco Neon é oriundo do antigo Banco Pottencial, que é uma instituição fundada em Belo Horizonte, em 1994. O Banco já apresentava um histórico de irregularidades no passado. Embora tivesse um nome descolado e atual, infelizmente ele era conhecido negativamente no mercado.

Logo após a liquidação do Banco Neon, a fintech Neon Pagamentos ficou impossibilitada de oferecer novas contas digitais, assim como os cartões de crédito sem anuidade. Outros serviços também ficaram indisponíveis aos seus clientes como pagamento de boletos, transferências e investimentos. Isso porque a fintech precisava ter uma instituição financeira autorizada pelo Banco Central ligada a ela. E exatamente por isso, a empresa anunciou poucos dias depois a parceria com o Banco Votorantin.

Leia mais:

Banco Neon sofre Liquidação Extrajudicial, como recuperar o seu dinheiro?

Como recuperar o dinheiro investido no Banco Neon pelo FGC.

Embora a Neon Pagamentos tenha sido uma “vítima” da liquidação do Neon S.A, a fintech acabou perdendo reputação. Mesmo assim foi possível notar que houve transparência por parte da fintech para resolver toda a situação. Houve a correta devolução de todo o dinheiro porque a empresa tinha o Fundo Garantidor de Crédito.

No entanto, foi preciso que todas as contas dos clientes do Banco Neon fossem migradas para o Banco Votorantim. Sendo assim, todos os clientes receberam notificações com os números de duas novas contas. Essa iniciativa foi necessária para que os clientes que têm conta no Neon pudessem fazer transferências para correntistas do mesmo banco ou de outros bancos. O Neon oferece transferência gratuita para outras contas da própria instituição e para outras, o valor cobrado é de R$ 3,50.

Hoje em dia

Os serviços do banco foram sendo reestabelecidos paulatinamente e, hoje, já é possível fazer transferências, saques e recargas. Além disso, o cliente pode fazer pagamentos com o cartão físico e virtual na função débito. Os investimentos também foram retomados, conhecido como “Objetivos”, e novos clientes já estão sendo aceitos pelo banco.

O Neon, entretanto, ainda não liberou a possibilidade de usar os serviços relacionados às funções crédito e por isso não é possível fazer compras no cartão de crédito, e não temos nenhuma data definida para que isso seja implantado.

O Neon ainda disponibilizou uma página em que fornece informações sobre quais os serviços estão disponíveis para seus clientes.

Vale a pena ter conta no Neon?

Para quem deseja ter conta em um banco digital e que não cobre anuidade vale a pena sim ter uma conta no Neon. No entanto, existem outras opções mais interessantes como o Banco Inter, por exemplo, que não cobra anuidade e todos os serviços do banco digital são gratuitos. Já no Neon, há um limite de operações gratuitas, se passar delas começa a ser cobrado.

Gostou do artigo?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram para continuar acompanhando artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.