Vale a pena acumular milhas em tempos de isolamento social?

0

Enquanto o turista não pode viajar para aproveitar todas aquelas milhas acumuladas do cartão de crédito, surge a dúvida: o que fazer com as milhas enquanto vivemos uma pandemia mundial? Será que a melhor solução é vender seus pontos durante a quarentena ou vale a pena acumular milhas para viajar depois? Confira as nossas dicas sobre as milhas em tempos de coronavírus.

É provável que você também goste:

Banco next (do Bradesco) atinge a marca de 2,3 milhões de clientes

Banco Central libera saque em dinheiro de cota de consórcio durante pandemia

Brasil sem Miséria e Governo Federal estão dando CESTAS BÁSICAS GRÁTIS pelo WhatsApp?

Neste momento, é fundamental ter consciência para não ter prejuízo financeiro. É preciso avaliar a melhor opção para a sua necessidade. Por exemplo, muitas pessoas que não podem viajar cogitam realizar a venda das milhas, trocando-as por dinheiro. Contudo, o que se verifica é que que este tipo de transação também é arriscado durante a pandemia.

Por que não vender minhas milhas durante a pandemia da COVID-19?

Segundo especialistas da área, neste momento, o coronavírus afeta todos os setores que envolvem o turismo nacional e internacional, inclusive o segmento de milhas aéreas. Desta forma, são grandes os riscos de transações que envolvam vendas no momento. É cada vez maior o número de atrasos no pagamento de vendas de milhas, pois as empresas não conseguem encontrar recursos para efetuarem os pagamentos.
Além da questão dos atrasos, outro ponto que deve ser considerado pelo turista que pensa em vender as milhas é a queda do preço do milheiro. Vender milhas atualmente não garante uma renda extra como seria esperado em tempos de crise. Sendo assim, o acumulo ainda é mais vantajoso do que a venda, já que as companhias trazem promoções para incentivar o usuário.

Juntar milhas durante o isolamento social é uma boa ideia?

Competindo pelos consumidores, os programas de fidelidade apresentam promoções que podem ser uma ótima opção para o momento atual. Assim, vale a pena continuar a acumular milhas para viajar quando o isolamento social e a pandemia do coronavírus tiverem passado. O acúmulo de milhas neste momento favorece quem planeja a longo prazo, como aqueles turistas que organizam o cronograma com dois anos de antecedência. Em geral, as promoções incluem bonificações mais altas e mais tempo para o uso das milhas.

Conheça algumas opções de promoções:

Um dos exemplos de promoções vantajosa durante a quarentena tem relação com milhas bônus, que geralmente têm prazo de uso de, no máximo, seis meses. Com a pandemia, os programas têm dado de um a três anos para os clientes usá-las.

A Smiles lança campanhas semanais para estimular o acúmulo de milhas. Uma das opções vigentes dá 200% de bônus para os usuários que transferirem suas milhas entre programas de fidelidades. Na LatamPass, os pontos podem ter a duração estendida em até três anos.

Para potencializar o acúmulo comum, especialistas sugerem utilizar aplicativos para o pagamento dos boletos (inclusive as contas fixas), como o Ame Digital, Mercado Pago e RecargaPay. Já para aqueles que não pretendem acumular, nem vender, a dica é fazer a troca por produtos nos shoppings virtuais e lojas parceiras dos grandes programas de milhas.

Enfim, gostou da matéria?

Então, siga o nosso canal do YouTube, e nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e matérias relacionadas ao assunto de fintechs.

Imagem: GaudiLab, via Shutterstock.

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais