Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Vivo agora permite trocar chip eSIM direto pelo iPhone

A Vivo permite troca de chip para eSIM diretamente no iPhone, trazendo praticidade e flexibilidade aos usuários. Saiba mais!

A Vivo, uma das maiores operadoras de telefonia móvel do Brasil, anunciou uma novidade que promete facilitar a vida dos seus clientes: a troca de chip físico para eSIM diretamente no iPhone. A tecnologia eSIM oferece diversas vantagens, como mais praticidade e flexibilidade no uso de múltiplas linhas telefônicas.

Dessa forma, saiba mais detalhes dessa nova funcionalidade, suas vantagens e como realizar a troca de chip para a sua versão digital. Continue a leitura para mais informações!

Como funciona a conversão para eSIM nos iPhones para os clientes Vivo?

Tela de celular com logo da operadora Vivo. Ao fundo, teclado de um notebook.
Imagem: Alison Nunes Calazans / shutterstock.com

Os clientes Vivo podem converter um chip físico para eSIM diretamente nas configurações do aparelho. O oferecimento dessa novidade começou já na última atualização do iOS, a versão 17.5.1.

O processo de migração para o eSIM exigia visitas às lojas físicas para a obtenção de um QR Code específico. Portanto, essa funcionalidade não só elimina a necessidade de QR Codes, mas também permite a transferência do chip digital entre dispositivos Apple via Bluetooth.

Para os usuários da Vivo com um iPhone, o caminho é bastante simples. Acessando as configurações do celular, mais precisamente no menu Celular, encontram-se as opções para gerenciar os planos. Lá, existe uma nova funcionalidade chamada “Converter para eSIM”. Esse recurso viabiliza a mudança sem complicações, bastando seguir os passos indicados pelo sistema.

Quais são as vantagens da migração para eSIM via Bluetooth?

Um ponto forte desta nova característica é a possibilidade de transferir o eSIM de um iPhone para outro. Isso é particularmente útil quando se adquire um novo modelo ou quando se precisa substituir um aparelho rapidamente. Com a eliminação da bandeja de SIM físico nos iPhones mais recentes nos EUA, a partir do iPhone 14, a funcionalidade de eSIM torna-se não apenas conveniente, mas essencial.

Apesar do pioneirismo da Vivo, outras operadoras no Brasil também estão caminhando para facilitar esse processo. A Claro, por exemplo, foi a primeira a disponibilizar a conversão para eSIM, embora exija a compra de um cartão com QR Code em suas lojas.

Por outro lado, a TIM permite essa migração apenas para clientes de planos pós-pagos através de um portal específico, com a possibilidade de reutilizar o QR Code em casas de mudança de dispositivo, o que demonstra uma flexibilidade maior comparativamente.

A segurança do eSIM comparada ao chip tradicional

Adotar um eSIM traz não apenas facilidade, mas também um incremento considerável na segurança. O chip virtual não pode ser fisicamente removido, o que protege o usuário em casos de perda ou roubo do aparelho.

Veja também:

Anfavea revela que vendas de veículos novos em 2024 atingem 1 milhão de unidades

Logo, isso garante que o dispositivo permaneça conectado, facilitando sua localização através dos serviços de rastreamento disponíveis nas plataformas da Apple, Google ou Samsung. Além disso, previne ações maliciosas como a transferência do chip físico para outro telefone para interceptar mensagens ou chamadas.

Imagem: Alison Nunes Calazans / shutterstock.com