Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

É permitido negociar dívidas pelo WhatsApp? Confira

Veja o que é ou não permitido pelas empresas dentro do aplicativo

0

Atualmente, o WhatsApp segue sendo o aplicativo de mensagens mais popular entre os brasileiros. E durante a pandemia, o serviço vem oferecendo ainda mais alternativas de uso. Uma delas é em relação à possibilidade de cobrança de dívidas pelo app, impulsionando diversos negócios, especialmente os digitais.

Assim, a prática de cobrar devedores pelo WhatsApp está se tornando mais comum. Principalmente por conta de sua facilidade e baixo custo. Em teoria, o cliente pode receber mensagens durante 24 horas por dia, em todos os dias da semana. Mas, será que é permitido por lei negociar no WhatsApp? Veja mais a seguir.

Vantagens de negociar dívidas pelo WhatsApp

Primeiramente, vale destacar as vantagens da cobrança por WhatsApp. A principal delas é o custo financeiro baixo, já que a ferramenta é literalmente gratuita. Além disso, se preferir, a empresa pode contratar uma companhia especializada em recuperação de crédito para gerenciar o envio das mensagens.

Outro ponto a favor do serviço é que apenas o remetente e o destinatário têm acesso ao conteúdo das mensagens, já que elas são criptografadas. Isso garante mais segurança ao processo e possibilita o envio de boletos e outros documentos de pagamento sem maiores preocupações.

A lei permite fazer cobranças pelo aplicativo? Confira

Entretanto, o problema é que nem sempre o perfil da empresa ou do cliente combina com cobranças pelo WhatsApp. Afinal, algumas pessoas podem considerar isso uma invasão de privacidade, gerando desconforto entre as duas partes. Contudo, de acordo com o Instituto de Defesa do Consumidor, a cobrança pelo WhatsApp é legítima.

O que não pode acontecer, de acordo com o órgão, são mensagens insistentes e abusivas, muitas vezes no mesmo dia, bem como o uso de palavras ou termos ofensivos. Também não se deve começar uma conversa sem checar se o número ainda pertence ao devedor. Em geral, porém, o uso do sistema pelas empresas tem funcionado e gerado bons frutos para os negócios.

Enfim, gostou da matéria?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitterTwitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de créditoempréstimosfintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

imagem: ADVTP / shutterstock.com

- Publicidade -

Comentários
Carregando...