Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

30% das operações com cartão de crédito são feitas por aproximação

Os pagamentos por aproximação crescem em popularidade, oferecendo agilidade e segurança a um toque de distância

Recentemente, um novo levantamento do Banco Central relevou mudanças significativas nos hábitos de pagamento dos brasileiros. Um tipo de transação que vem conquistando espaço de forma acelerada é o pagamento por aproximação, uma modalidade prática e segura que evita o manuseio físico do dinheiro ou do cartão.

Assim, os dados coletados demonstram um crescimento expressivo do método de pagamento por aproximação. Comparando os últimos trimestres de 2022 e 2023, o uso do cartão de crédito nessa modalidade aumentou de 23% para 31,1% do total de operações. 

Para pagamentos com cartão de débito, houve um salto ainda maior, de 24,4% para 35,2%. Esses números destacam uma preferência crescente pela comodidade e rapidez que essa tecnologia oferece.

Popularidade dos pagamentos por aproximação

Em síntese, a tecnologia de pagamento por aproximação oferece diversas vantagens fundamentais para sua adoção ampla. Primeiramente, a agilidade no processo de pagamento é incomparável. Com apenas uma “aproximação” do cartão ou smartphone, a transação é efetuada quase instantaneamente. 

Além disso, a segurança é outro ponto forte, já que o consumidor não precisa entregar seu cartão a ninguém nem digitar senhas, minimizando as chances de fraude.

É importante destacar que os smartphones têm desempenhado um papel central no cenário de pagamentos do país. De acordo com o estudo, no último ano, 82% de todas as transações foram realizadas por meio de dispositivos móveis. Essa tendência destaca a importância crescente do smartphone no cotidiano financeiro dos brasileiros.

Imagem de uma pessoa pagando com o NFC do celular
Imagem: Alessandro Pintus/Shutterstock.com

A revolução do Pix

Adicionalmente, o relatório aponta que, em 2023, o Pix foi responsável por 39% do volume de pagamentos, posicionando-se como o segundo meio mais utilizado, atrás apenas das transações com cartões. Esses dados mostram como o Pix continua a ganhar confiança e preferência entre os consumidores.

Veja também:

Eike Batista faz nova aposta para recuperar sua fortuna

Cerca de 42% dos recursos movimentados no ano de 2023 ocorreram por meio de transações físicas, como em caixas eletrônicos e agências. Isso indica que, apesar do crescimento das soluções digitais, uma parte significativa da população ainda valoriza ou necessita dos serviços presenciais.

Imagem: Alessandro Pintus/Shutterstock.com