Se em um cenário pré-pandemia da covid-19 os prestadores de serviços dos mais diversos segmentos já precisavam ser estratégicos para atraírem clientes e gerarem renda, agora essas táticas para driblar a crise são essenciais para a sobrevivência dos negócios. Para ajudar profissionais autônomos a encontrarem alternativas e enfrentar a crise, o especialista Leandro Götz, cofundador e CEO do HELPIE, separou algumas dicas que funcionam para qualquer segmento. Confira logo abaixo 5 estratégias para profissionais autônomos potencializarem seus negócios durante a crise.

É provável que você também goste:

Afinal, por que o serviço de pagamentos pelo WhatsApp foi suspenso?

Projeto de Lei defende manutenção do auxílio emergencial de R$ 600 até dezembro

Score baixo e nome sujo no SPC/SERASA? Confira 3 formas de conseguir crédito mesmo durante a crise

5 estratégias para profissionais autônomos potencializarem seus negócios durante a crise

1 – Marcar presença no ambiente digital

“Mesmo que o profissional não entenda nada de sites e redes sociais, é importante estar conectado com clientes para oferecer os serviços e atendê-los o mais prontamente possível”, Leandro Götz recomenda.

Há ainda a possibilidade de inscrever em plataformas digitais como o HELPIE, que concentra milhares de clientes que demandam os mais diversos serviços desses profissionais. É um forma também de ampliar a cartela de clientes, buscando outras pessoas que ainda não conheciam o trabalho do profissional, sem precisar mexer com redes sociais.

2 – Ser claro e rápido nas negociações

Além de manter o perfil ativo na plataforma com foto e descrição do serviço prestado, o profissional autônomo deve ser sempre cordial e tirar todas as dúvidas do cliente o mais rápido possível. “Padronizar as mensagens de saudação e informações básicas para o início das negociações é uma forma de atender novos clientes com agilidade e precisão. Essa mensagem padrão inicial pode ficar salva no bloco de notas do celular, assim é só prestador copiar e colar para iniciar o atendimento de uma nova solicitação”, indica.

3 – Direcionar as conversas para a contratação

Após envio do orçamento, o profissional pode guiar a conversa para a fechar o negócio. Por exemplo, perguntar ‘Tem mais algum esclarecimento que posso te passar? Podemos fechar dessa forma?’ é uma boa alternativa para se fazer isso.

4 – Caprichar no atendimento

Ainda que o ambiente digital demande maior rapidez, é importante proporcionar um bom atendimento do início ao fim da prestação de serviço; afinal esse fator pode representar fidelização da clientela e possível indicação para outras pessoas que precisem. O especialista ainda indica que profissional peça ao cliente avaliar o trabalho dele nas plataformas digitais, pois prestadores de serviços bem avaliados têm maior credibilidade e mais chances de fechar os próximos serviços.

5 – Procurar apoio de especialistas

Outra dica que pode potencializar os negócios de profissionais autônomos é buscar especialistas que podem orientá-los a tomar as melhores decisões. O Sebrae, por exemplo, é uma organização criada especificamente para dar suporte ao micro e pequeno empresário em toda a cadeia do negócio, incluindo cursos para capacitação e atualização em diversas áreas.

Por fim, Götz ressalta que todos os setores da economia foram afetados pela crise causada pelo novo coronavírus. Sendo assim, é importante que os profissionais autônomos enfrentem as adversidades, buscando alternativas para terem renda.

Sobre o HELPIE

O HELPIE é uma plataforma digital que conecta consumidores e fornecedores de serviços de qualquer natureza por meio de web e aplicativos móveis. Sua missão é ‘desproblematizar’ a contratação de serviços oferecendo uma experiência eficiente e inteligente aos usuários, desde a relação online até a execução do serviço offline, contando com a credibilidade dos profissionais capacitados e formalizados pelo SEBRAE e com SEGURO que protege os CLIENTES e HELPERs em situações de danos e acidentes decorrentes da prestação de um serviço.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o Facebook, Twitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem destacada: fizkes, via Shutterstock.