A Antecipa Fácil, fintech que dá acesso a pequenas e médias empresas a capital de giro por antecipação de recebíveis, em um ano de operação, já movimentou mais de R$ 14 milhões em notas fiscais, mas o número vem crescendo 10% por semana.

Leia também:

4 cartões de crédito sem anuidade e parecidos com o Nubank.

Pag! adiciona recurso do Nubank: antecipar faturas e parcelas com desconto.

Antecipa Fácil dá acesso à capital de giro para pequenas e médias empresas por antecipação de recebíveis

Embora a fintech tenha sido fundada em 2016, a operação começou em janeiro de 2018 e alcançou números expressivos apresentando algumas novidades no segmento de factoring (fomento mercantil ou comercial), que foram os seguintes:

1. Antecipação de recebíveis por meio de um leilão digital de notas fiscais;

2. Visita virtual na empresa que pretende colocar a nota fiscal na plataforma por chamada de vídeo por WhatsApp;

3. Conta consignada para empresas.

Antecipa Fácil já movimentou mais de R$ 14 milhões em notas fiscais

Com isso, portanto, como foi dito anteriormente, ela conseguiu movimentar mais de R$ 14 milhões em notas fiscais. Consequentemente, conseguiu ajudar, obviamente, as empresas a ter mais capital de giro.

A empresa foi fundada por Elber Fabrício Laranja, que tinha uma fábrica de fibra de vidro e que sempre teve dificuldades em conseguir acesso ao crédito em grandes instituições financeira, e por Thiago Critter Chiliatto, que foi analista de crédito de um grande banco.

Capital de Giro
Elber Fabrício Laranja (esquerda) e Thiago Critter Chiliatto (Direita).

Diferenciais da Antecipa Fácil

Este valor expressivo é explicado por alguns diferenciais que a fintech oferece em relação a outras que atuam no mercado, como você pode acompanhar mais detalhadamente abaixo:

1. Processo criterioso de cadastro e visita por WhatsApp:

Para que o cedente possa cadastrar a nota fiscal na plataforma, é preciso passar por um criterioso processo de validação. Este caminho envolve desde documentos pessoais dos sócios e da empresa, como prova de funcionamento e verificação da veridicidade da nota fiscal. Uma das etapas da comprovação da existência da empresa é uma visita virtual por meio de ligação em vídeo por WhatsApp, algo inédito e que reduz tempo e custo para a fintech e o cedente.

2. Leilão digital:

Este modelo de antecipação das notas fiscais é inovador. Com a aprovação da nota fiscal e disponível na plataforma, o direito creditório fica aberto para uma comunidade de financiadores, que hoje são 40, para lances. Os cedentes avaliam os lances mais vantajosos com os deságios mais interessantes para a antecipação do valor. Os deságios praticados hoje variam de 2% a 10% dependendo da data de validade da nota fiscal e do risco da operação. A média de deságio praticada pelos financiadores é de 4% com 99,8% dos títulos liquidados.
Isso quer dizer que o pequeno e médio empreendedor que necessita de crédito consegue a antecipação com valores bem interessantes e de forma menos burocrática do que um banco. E o melhor: não é um modelo de empréstimo com taxas de juros altas, mas sim feitos deságios, ou seja, pequenos descontos na nota fiscal para o cedente ter o valor antecipado.

3. Conta consignada:

Além disso, a plataforma oferece uma conta corrente consignada. Isso significa que na data de validade da nota fiscal, o pagamento é realizado diretamente em conta corrente do cedente. Por fim, o valor é repassado diretamente para o financiador, garantindo tranquilidade a quem fez a antecipação do recebível.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim, acompanhará artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.