A Associação Brasileira de Crédito Digital (ABCD) acredita que o Projeto de Lei Complementar 54/2019, que cria o Cadastro Positivo vai ser benéfico às fintechs de crédito. Segundo a ABCD, o Cadastro Positivo é um importante passo para resolver a assimetria de informações entre os participantes do mercado de crédito.

Leia também:

Novo Cadastro Positivo: adesão será automática, veja o que muda.

Mais um diferencial do Nubank: transferência em dia não-útil.

Reclamações de cadastros no SCPC e Serasa aumentam 15% em fev/18.

Associação Brasileira de Crédito Digital apoia o Cadastro Positivo

“Atualmente, uma instituição financeira que queira conceder um empréstimo para alguém ou um comerciante que queira vender uma mercadoria a prazo para um consumidor pode consultar apenas as informações negativas sobre os clientes”, é o que observa Rafael Pereira, presidente da ABCD.

Ele ainda explica que atualmente os participantes do mercado compartilham apenas informações negativas sobre tomadores de crédito. Ou seja, somente nos casos de inadimplência ou atrasos nos pagamentos. Isso faz com que o consumidor seja prejudicado na avaliação de crédito pelo atraso de um pagamento qualquer.

Este exemplo demonstra as consequências da falta de transparência em relação às informações positivas. Isso faz com que todos os consumidores acabem pagando bem mais caro pelo crédito. Portanto, o compartilhamento de informações positivas sobre os consumidores é um passo fundamental para reduzir os juros aqui no Brasil.

Através do Cadastro Positivo, o histórico de bom pagador vira um ativo individual e que deve ser mostrado ao mercado em troca de taxas de juros mais atrativas. Todos podem trabalhar duro e honrar os seus compromissos, e utilizar o Cadastro Positivo como um bem pessoal em um momento de necessidade. Como no financiamento de um veículo ou imóvel ou em um eventual empréstimo.

Ademais, a ABCD também acredita que a tecnologia está mudando a maneira como as pessoas lidam com as informações. Portanto, legislações modernas e que apoiem estes modelos são essenciais para o desenvolvimento do Brasil. A criação do Cadastro Positivo simplesmente concretiza isso. Rafael Pereira ainda acrescenta que inúmeros países países já adotaram o Cadastro Positivo e que nestes países se observa um spread bancário muito inferior ao praticado no Brasil.

Sobre a ABCD

A ABCD (Associação Brasileira de Crédito Digital) é uma associação sem fins lucrativos de âmbito nacional. Ela é formada por fintechs que oferecem produtos e serviços financeiros. Em franco crescimento no Brasil e no mundo, as fintechs estão mudando a dinâmica do mercado de crédito. São três os objetivos principais da ABCD: busca de maior eficiência no ciclo de crédito, fomento de iniciativas que propiciem o desenvolvimento do mercado de crédito digital no qual as fintechs associadas atuam e criação de relacionamento institucional consistente com os reguladores e demais agentes do ecossistema do crédito.

Enfim, gostou da notícia?

Siga-nos em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Acompanhe tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Via Terra