Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Auxílio Brasil: mais de 1 milhão de famílias aguardam na fila para receber o benefício

0

Um estudo divulgado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), afirma que a fila das famílias que aguardam para receber o Auxílio Brasil, que, segundo o Ministério da Cidadania, havia sido “zerada” no começo do ano, voltou a crescer.

Mais de 1.050.295 famílias que cumprem os requisitos para tornarem-se beneficiárias do programa não tiveram acesso aos valores em fevereiro de 2022.

Chamada de demanda reprimida, o número de famílias à espera do benefício mais que dobrou em relação a janeiro do mesmo ano, quando aguardavam na fila 432.421. Esse número leva em conta aqueles que se encontram inscritos no Cadastro Único (CadÚnico).

É provável que você também goste:

Quando ocorre o pagamento do Auxílio Brasil em maio? Veja o calendário

O governo vai liberar o 13º salário do Auxílio Brasil em 2022?

INSS muda regra para concessão do auxílio-acidente; confira os detalhes

Diminuição da fila

Entretanto, no segundo semestre de 2021, a fila teve uma diminuição considerável, pois foram adicionados ao programa, aproximadamente, 3 milhões de famílias entre dezembro de 2021 e janeiro de 2022, momento em que o Bolsa Família passou a ser Auxílio Brasil.

Em janeiro deste ano, a fila teve uma queda expressiva de 86,4%, com a inclusão das 3  milhões de famílias no programa. Já em fevereiro, houve um grande aumento de 142% no número de famílias que atendem os requisitos, mas não têm acesso ao benefício, chegando a mais de 1 milhão.

Fila por regiões

A maior fila de espera pelo Auxílio Brasil em janeiro era na região Sudeste, com 183.753, em seguida vem o Nordeste, com 124.519 famílias aguardando a concessão.

E os estados que, em janeiro, tinham a maior fila de famílias que tinham direito, mas não recebiam ao auxílio, eram:

  • São Paulo – 90.793;
  • Minas Gerais – 43.689;
  • Rio de Janeiro – 40.007;
  • Bahia – 32.384; e
  • Pernambuco – 26.355

Os dados detalhados de fevereiro por estados e municípios ainda não foram divulgados pela CNM.

Quase 20 milhões de famílias deveriam fazer parte do programa

O estudo da CNM mostra ainda que, em julho de 2021, pelo menos 25 milhões de famílias estavam cadastradas no Cadastro Único e cerca de 19,1 milhões cumpriam os requisitos para serem contempladas com o Auxílio Brasil. Isto é, na época o número de beneficiários era de 16,7 milhões, contudo 76% das famílias brasileiras que estão no CadÚnico deveriam fazer parte do programa de transferência de renda do governo federal.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal no YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, InstagramTwitch. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Kues/ Shutterstock.com

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar