O Softbank comprou aproximadamente R$ 1 bilhão em ações do Banco Inter, de acordo com matéria publicada no Brazil Journal. Trata-se do primeiro aporte do Softbank em uma empresa brasileira, e aconteceu logo depois da companhia japonesa ter conversado com o Nubank sobre uma captação de US$ 400 milhões, avaliando a fintech em US$ 10,4 bilhões. Com isso, as ações do Banco Inter dispararam até 21% nesta terça-feira (30), com um volume negociado em R$ 75 milhões, e superando em quase cinco vezes a média dos últimos 21 pregões, de R$ 15,2 milhões.

É provável que você também goste:

Nubank vai contratar mil funcionários.

Opção por Saque Aniversário do FGTS terá que ser comunicada a partir de outubro.

5 motivos essenciais que fazem valer a pena você solicitar o cartão de crédito sem anuidade do Nubank

Banco Inter recebe aporte bilionário do Softbank e ações disparam na bolsa

Este movimento ocorre logo após a instituição financeira levantar R$ 1,25 bilhão em oferta subsequente de units, precificadas a R$ 39,99.

Ao todo, o Banco Inter captou R$ 1,2 bilhão na emissão das units, que contempla uma ação ordinária e duas preferenciais. Com isso, o capital social do banco passou de R$ 866 milhões para R$ 2,1 bilhões de reais. O Sofbank, banco japonês presidido por Masayoshi Son não mantém silêncio. O Banco Inter ainda não deu maiores detalhes dos novos acionistas no fato relevante, divulgado nesta terça-feira (30).

Desde a abertura de capital, as ações do Banco Inter já subiram 333%, considerando o aporte do Softbank. Considerando as fatias acionárias, quem possui a maior parte da instituição é Rubens Menin, que detém 30,22% do total. Depois, o filho e presidente do banco – João Vitor Menin, possui 6,28%. Os outros filhos de Rubens detém cada um deles, 5,11% da instituição.

Gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Para assim continuar acompanhando artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.