Itaú, Bradesco e Santander reclamam ao Banco Central sobre WhastApp Pay

O Whatsapp Pay mal começou a operar e bancos já reclamam ao Banco Central sobre a ferramenta. Itaú, Bradesco e Santander participaram de testes iniciais para oferecer pagamentos pelo Whatsapp Pay mas desistiram às vésperas do lançamento.

Mesmo assim, o Whatsapp segue aberto para negociar com as instituições financeiras, visto que a intenção da ferramenta é auxiliar os brasileiros a transferir dinheiro e fazer pagamentos a pequenas empresas. 

Entenda a seguir quais foram as reclamações dos grandes bancos brasileiros sobre o Whatsapp Pay e a resposta do Banco Central à situação.

É provável que você também goste:

Nubank: cliente é impedida de abrir conta por já existir conta criada por golpista

Calendário do auxílio emergencial pode sair essa semana

Erro no Caixa tem: confira o que fazer quando o app não está funcionando

Itaú, Bradesco e Santander reclamam ao Banco Central sobre WhastApp Pay

Na última segunda-feira (15), o Facebook anunciou que começaria a aceitar pagamentos e transações financeiras através da ferramenta Whatsapp Pay. A estreia do serviço seria no Brasil, com o objetivo de ajudar os brasileiros a realizar transações e pagamentos a pequenas empresas.

Em um primeiro momento, os grandes bancos Itaú, Bradesco e Santander participaram de testes da nova ferramenta. Contudo, antes do lançamento no dia 15, os três bancos acabaram desistindo da parceria. E além disso, as instituições entraram em contato com o Banco Central para realizar reclamações sobre a nova ferramenta.

Ainda que os bancos não tenham se pronunciado sobre essa questão, há indícios de que a desistência das financeiras tenha acontecido devido à dificuldades em desenvolver a tecnologia necessária para usar o Whatsapp Pay. Principalmente considerando toda a turbulência causada pela pandemia do coronavírus e necessidade de resposta dos bancos.

Banco Central não realiza repreensões ao Whatsapp Pay mesmo com reclamação de grandes bancos

Os bancos realizaram suas reclamações ao Banco Central, mas este não repreendeu o aplicativo de mensagens. Na verdade, existem reuniões agendadas para a próxima semana entre as lideranças do Banco Central e o Whatsapp.

O objetivo destes encontros seria discutir a integração das mensagens via Whatsapp com o PIX, que é o modelo de pagamentos instantâneos que deve ser lançado pelo Banco Central em novembro de 2020.

Entenda os detalhes sobre o PIX clicando aqui.

Em nota, o Banco Central afirmou que está acompanhando o avanço do Whatsapp Pay, e que considera prematura as iniciativas de fragmentação do mercado sobre o assunto. “O BC vai ser vigilante a qualquer desenvolvimento fechado ou que tenha componentes que inibam a interoperabilidade e limite seu objetivo de ter um sistema rápido, seguro, transparente, aberto e barato”, apontou o Banco Central.

Whatsapp segue aberto ao diálogo com instituições financeiras

Em sua nota, o Whatsapp informou estar aberto ao diálogo com diversas instituições. “Nosso objetivo é firmar parcerias com uma ampla variedade de instituições financeiras para ajudar os brasileiros a transferir dinheiro facilmente e também para fazer pagamentos para pequenas empresas, a fim de ajudá-las a se adaptar à economia digital e impulsionar o crescimento e a recuperação financeira”, reforçou.

O sistema Whatsapp Pay apresenta funcionalidades interessantes para os brasileiros, entre elas:

  • Transferências gratuitas entre pessoas;
  • Pagamento de compras no crédito ou débito;
  • Pagamento por QR-Code;
  • Parcelamento de compras.

Já estariam em negociação com o Whatsapp a Caixa Econômica Federal e o Bank of America.

Em um primeiro momento, as operações serão processadas pela Cielo com exclusividade, empresa de maquininhas de cartão que tem Bradesco e Banco do Brasil como principais acionistas. Adicionalmente, Banco do Brasil, Nubank e Sicredi, assim como as bandeiras de cartões Visa e Mastercard também fazem parte da parceria inicial com o Whatsapp Pay. 

Então, considerando todos estes parceiros, há um potencial de que 51 milhões de brasileiros tenham acesso às transações bancárias via Whatsapp.

PagSeguro PagBank possui seu próprio produto para pagamentos e não vai aderir ao Whatsapp Pay

Por outro lado, a PagSeguro PagBank, por meio de seu presidente Ricardo Dutra, informou que atualmente a empresa conta com o produto “link de pagamento”. Este já permite que as pessoas façam pagamentos através das redes sociais, inclusive no Whatsapp.

“Com o link de pagamento, nossos clientes podem vender por meio de redes sociais pagando apenas 2,49%. Além disso, o link de pagamento do PagSeguro não tem limite de vendas nem de transações, aceita todos os cartões e também vendas parceladas”, afirmou Dutra.

Sobre as taxas cobradas pelo novo sistema de pagamentos do Whatsapp, os comerciantes pagarão 3,99% por venda. Porém, a empresa afirma que não terá lucro com estas taxas. Isso porque a taxa é utilizada simplesmente para cobrir os custos de processamento da Cielo, proteção de fraudes e suporte a comerciantes.

Por fim, o Whatsapp Pay deverá chegar a outros países no futuro. Inicialmente, os países foco são México, Índia, Indomésia e Espanha.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o Facebook, Twitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: Bilal Hafeez3249 via shutterstock

Jessica Thomehttps://seucreditodigital.com.br/author/jessica/
Redatora e produtora de conteúdo, apaixonada por conhecer o mundo e uma boa conversa.
- Publicidade -

Mais Populares

Receita Federal assina acordo com governo para identificar mais fraudes no auxílio emergencial

Receita Federal assinou um acordo com o governo em que visa identificar mais fraudes no auxílio emergencial. Na semana passada, mais precisamente na quinta-feira...

Como solicitar crédito do Pronampe para micro e pequenas empresas

As micro e pequenas empresas precisam de crédito urgente durante a crise causada pelo novo coronavírus. Somente através das linhas de crédito do Programa...

Novo pagamento do FGTS Emergencial de até R$ 1045 será creditado na segunda

Será creditado nas contas dos trabalhadores, nesta próxima segunda-feira (13), um novo pagamento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Os trabalhadores...

14º salário dos aposentados e pensionistas do INSS deve ser liberado

14º salário dos aposentados e pensionistas do INSS deve ser liberado. Isso porque o Ministério da Economia vai receber a Indicação da Câmara (INC)...
- Publicidade -