Os brasileiros foram às compras e gastaram bem mais na Black Friday desse ano, mas com um apetite menor que o de 2018. A constatação é de uma pesquisa do Guiabolso com 225 mil usuários de todo o país. O aplicativo de orientação financeira e curadoria de produtos detectou em 2019 um aumento de 82% no gasto médio dos usuários comparando a sexta-feira da Black Friday (dia 29 de novembro) com a sexta-feira anterior (dia 22 de novembro).

É provável que você também goste:

Xiaomi lança o Mi Credit, plataforma de crédito pessoal.

Cuidado: 11% dos brasileiros já perderam dinheiro em fraudes como pirâmides.

53% dos empresários têm expectativa de faturar mais neste 4º trimestre, aponta Boa Vista.

Brasileiros gastaram bem mais na Black Friday, mas menos que em 2018

Foram analisados marketplaces como Mercado Livre, Amazon, Wish e Aliexpress. No ano passado, o salto no consumo foi um pouco maior e chegou aos 126%, tendo totalizado um gasto de quase R$ 310 por pessoa.

Viagens também fazem os brasileiros abrirem a carteira

Diferente do comportamento das compras, as despesas com viagens cresceram na Black Friday e também superaram os números de 2018. A pesquisa do Guiabolso contabilizou alta de 34% na compra de passagens aéreas e gastos com hotéis na semana da Black Friday desse ano. Em 2018, o consumo subiu 23%. E na comparação do gasto médio dos usuários entre as sextas de descontos de 2018 e 2019 o crescimento foi de 9%.

A pesquisa do Guiabolso ainda comparou os gastos dos usuários em algumas lojas físicas e no comércio eletrônico. As empresas analisadas foram Extra, Carrefour e Pão de Açúcar, grandes varejistas que possuem tanto opção de loja online como física.

No dia 29 de novembro, dia da Black Friday, o gasto médio dos usuários no e-commerce foi de R$ 368,18 por pessoa, contra R$ 181,41 registrado nas lojas físicas. Ou seja, os consumidores gastaram praticamente o dobro em compras online em relação às lojas físicas.

Enfim, você gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: William Potter/shutterstock.com