Com a crise gerada pela pandemia do novo coronavírus, o governo federal se viu obrigado a criar medidas para amenizar o impacto. Desta forma, criou o auxílio emergencial e também liberou o saque emergencial do FGTS. Com tudo isso, sem dúvida começaram a surgir também os golpes de internet. Os criminosos virtuais não perderam tempo e frequentemente vêm aplicando golpes referentes a esses benefícios. Pensando em ajudar os cidadãos a não caírem mais nessas armadilhas, agora a Caixa esclarece como você deve proceder para não cair em golpes.

É provável que você também goste:

Novo programa vai ajudar devedores impactados pela pandemia a renegociar dívida com a União

Auxílio emergencial negado? Você poderá contestar decisão na Defensoria Pública

Muitos brasileiros são alvo de golpes que roubam os dados de cartão de crédito

Saiba o que fazer para não cair em golpes da internet, conforme Caixa

De acordo com a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) e da Polícia Federal (PF), o número de golpes vem crescendo de maneira preocupante em todo o país. Então, é preciso ter muito cuidado para não cair na armadilha dos criminosos virtuais. Sendo assim, é sempre bom evitar fornecer dados pessoais pelo WhatsApp, ligações telefónicas e e-mail.

Conforme orienta a Caixa Econômica Federal, é preciso se cuidar para não cair em golpes, porém, se você caiu em um golpe, a primeira coisa a se fazer é informar ao banco os dados da conta que foi lesada e fazer um Boletim de Ocorrência policial. Para qualquer tipo de denúncia ou reclamação, o cidadão pode entrar em contato com a Caixa pelo o site ou ligando para o número 0800 726 0101.

Abaixo, você confere alguns golpes mais comuns:

Empréstimo falso para negativados

Liberação de crédito para pessoas negativadas pode ser golpe. A vítima é orientada a depositar um determinado valor em uma conta bancária a título de comissão ou taxa de crédito, por exemplo.

Golpe do sequestro falso

Não forneça nomes ao receber uma ligação de falso sequestro. Se acontecer, peça ajuda a uma terceira pessoa na tentativa de localizar a possível vítima.

Golpe do ​​Falso mecânico

Se o profissional não for de sua confiança, não contrate serviços automotivos por telefone. O golpe começa quando é solicitado um valor para pagamento de reparos feitos em um veículo de um membro da família.

​​Golpes envolvendo sorteios e prêmios

Liberação de prêmios ou de sorteios de maneira fácil podem ser golpes. Portanto, desconfie sempre de mensagens sobre concursos e sorteios. Na dúvida, entre em contato com sua agência.

​​Falso recebimento de planos bancários

Não contrate planos bancários por telefone. Caso você receba uma proposta, certifique-se antes na sua agência e não efetue nenhum tipo de depósito bancário.

​​Falsa doação

Faça suas doações de maneira segura e nunca deposite valores em contas bancárias desconhecidas. Procure saber se a instituição existe, afinal, às vezes, golpes são feitos usando nomes de instituições de caridade que nunca existiram.

Golpe do falso boleto

Códigos de barra de títulos de cobrança podem ser adulterados. O nome da empresa confunde as vítimas que acreditam se tratar de uma cobrança obrigatória. Sendo assim, fique atento e, em caso de dúvidas, entre em contato com sua agência bancária.

Golpe do motoboy​

Falsas empresas se oferecem para recolher cartões de crédito destruídos e dizem que enviarão um motoboy para fazer isso. Saiba que a Caixa não realiza este serviço. Então, se ligarem oferecendo, desconfie, pois trata-se de um golpe.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Fonte: Metrópoles

Imagem:  fizkes via shutterstock