Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Caixa vai pagar mais de R$ 10 mil de seguro obrigatório DPVAT

Veja quem tem direito a receber e os valores para cada caso

0

No início deste ano, o Susep comunicou que a Caixa Econômica Federal se tornaria o novo administrador do DPVAT, seguro obrigatório criado para indenizar vítimas de acidentes de trânsito. Agora, a Caixa já está recebendo as ocorrências de sinistros realizadas. Já os acontecidos até o último dia do ano anterior, ficam a critério da Seguradora Líder.

Agora, com a alteração, a Caixa pode pegar mais de R$ 10 mil de seguro obrigatório para os solicitantes. Porém, para receber, você precisa apresentar os documentos exigidos por lei, de acordo com a cobertura do sinistro. Se a Caixa aprovar o pedido, o banco realiza o pagamento em no máximo 30 dias.

É provável que você goste também

Facebook Pay, WhatsApp Payments e PIX: quais as diferenças e como cada um pode ajudar seu negócio?

Pagamento com a palma da mão? Confira a nova novidade da Amazon

Mercado Pago libera taxa zero para pequenos empreendedores

Caixa vai pagar mais de R$ 10 mil de seguro obrigatório

Importante dizer que, desde janeiro de 2021, as indenizações podem ser feitas direto nas agências da Caixa. Assim, com o pedido feito e aprovado, o pagamento é realizado em até 30 dias, em uma conta Poupança Social Digital da Caixa, diretamente pelo aplicativo Caixa Tem. Ele também pode ser feito tanto em nome da vítima quanto de beneficiários, a depender da situação.

Já pelo aplicativo do DPVAT, é possível o envio de toda a documentação e acompanhamento dos requerimentos. Confira, a seguir, alguns dos valores pagos em cada caso:

  • Em caso de morte: R$13.500;
  • Invalidez permanente: até R$13.500 (podendo variar de acordo com a lesão da vítima);
  • Custos hospitalares serão reparados em até R$2.700, sendo este o valor total possibilitado para a vítima durante seu tratamento.

Enfim, o contrato que permite que a Caixa assuma o seguro já foi assinado por determinação do Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP). Além disso, o Tribunal de Contas da União estipulou que a Susep deveria manter a operação do seguro obrigatório após o fim do consórcio de seguradoras que administrava o DPVAT até o momento.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

imagem: rafapress / shutterstock.com

Comentários
Carregando...