Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Carne fica mais cara? Fim do veto da China pode afetar preços no Brasil

0

Na última quarta-feira (15), o Ministério da Agricultura anunciou o fim do embargo à carne bovina exportada pelo Brasil para a China. Dessa forma, encerra um período de 3 meses em que os produtores ficaram sem o principal mercado de exportações.

Dentre as consequências disso, está um possível aumento nos preços no mercado interno, e um benefício para as empresa do setor. Embora ainda não seja possível descartar, a realização de novos embargos, de acordo com analistas.

É provável que você goste também:

Alimentos podem ficar mais caros devido a tensão internacional; entenda

Aprovado: desempregados ganham direito a cesta básica gratuita por 3 meses

Carne fica mais cara? Fim do veto da China pode afetar preços no Brasil

Segundo os analistas, a principal a se beneficiar pelo movimento entre as empresas listas na bolsa de valores, é a Minerva, que concentra operações no Brasil. Já a China, retomará a forte demanda pelo produto. Inclusive, deve buscar repor os estoques baixos para compensar o embargo.

Ao mesmo tempo, o país deve se preparar para a alta de consumo de carne com o feriado do Ano Novo Lunar, celebrado em 1º de fevereiro. Porém, a cadeia de oferta ainda vai demorar alguns meses para se reorganizar, com os efeitos do fim do embargo aparecendo de forma mais devagar para o setor.

De acordo Adriano Castro, analista do Setor de Alimentos da Genial Investimentos, durante os meses do embargo, os preços da carne do arroba do boi reduziram. Entretanto, com a retomada da exportação, deve haver uma volta da demanda, e consequentemente, dos preços do produto.

“A China deve comprar bastante em um curto período de tempo, então deve ter um impacto significativo nos preços da carne aqui. Vai acabar afetando no mercado interno os preços da carne, vai ficar mais caro para os consumidores”, explica Castro.

Para Carlos Fava Neves, professor da FEA-RP-USP, atualmente não há muito espaço no mercado interno para alta de preços da carne, o que limita os movimentos. Entretanto, ele espera que ocorra um impacto nos preços, mesmo que baixo, o que vai depender também, do volume de exportações.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitterTwitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimosfintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Serhii Opikanets/shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -