Saiba como vai funcionar o novo cartão de crédito XP Visa e a sua conta digital

Uma das mais famosas corretoras de investimentos, a XP Inc (XP), que também é proprietária das corretoras Rico e Clear e do site InfoMoney, vai lançar seu próprio cartão de crédito. No final do ano passado, a empresa recebeu o aval do Banco Central para operar como banco. E na última terça-feira (17), a XP Inc anunciou uma parceria com a Visa para emissão do cartão de crédito e criação de uma conta digital, a serem lançados ainda neste ano. Os novos produtos financeiros foram anunciados junto ao último balanço trimestral de 2019.

É provável que você também goste:

Como cancelar voos da Gol no site e na Smiles sem pagar taxas

Presidente do Santander morre vítima do coronavírus

Caixa lança cartão de crédito virtual no seu app.

Abertura de mercado

O cartão de crédito XP e os outros produtos financeiros, como a conta digital, câmbio, empréstimo com garantia, entre outros, serão lançados após alguns meses da abertura de capital da corretora (IPO, na sigla em inglês) na Nasdaq. Com essa abertura de capital, a empresa arrecadou US$ 2,3 bilhões, ou seja R$ 11,67 bilhões. Para o próximo ano, a empresa também pretende se lançar no mercado de seguros.

Quando entrou na bolsa americana com as ações acima da faixa indicativa, os papéis da XP Investimentos sofreram grande impacto por causa da crise do coronavírus. Além disso, algumas polêmicas envolvendo o balanço financeiro da corretora deixaram os investidores com um pé atrás. As ações da XP acumulam queda de 47,85% no ano. A companhia alega que seu objetivo é “oferecer uma oferta diferenciada aos clientes por meio do XP Infinite Card”.

Resultados financeiros de 2019

O relatório de resultados financeiros da XP Inc informou que a empresa teve uma receita bruta de R$ 5,5 bilhões em 2019, uma alta de 73% em comparação com 2018. Além disso, o lucro líquido da empresa foi de R$ 1,1 bilhão, registrando um crescimento de 119%. O valor de ativos sob custódia teve um acréscimo de 103%, chegando a R$ 409 bilhões. Já a base de clientes ativos aumentou 91%, chegando à marca de 1,7 milhão de clientes.

A empresa XP Inc. também informou que está precavida para uma piora na crise do coronavírus. Para isso, a companhia conta com um caixa de R$ 7 bilhões.

Cartão de crédito XP Visa

Antes de mais nada, desde o ano passado a XP tem investido em uma equipe para elaborar o design do produto. Agora, a XP investimentos informou que “a iniciativa marca a entrada da companhia no segmento de pagamentos digitais no Brasil.

Ademais, a XP Inc. atualmente trabalha em estreita colaboração com a Visa para dar uma oferta diferenciada aos clientes por meio do XP Visa Infinite Card”. Guilherme Benchimol, CEO da XP, informa que a empresa “já traz uma série de benefícios para todos os investidores do país”.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: XP institucional

Priscilla Kinasthttps://seucreditodigital.com.br/author/priscilla/
Estudante de Ciência e Tecnologia na UFRGS - Universidade Federal do RS, apaixonada por inovações tecnológicas, mistérios da ciência, bem como filmes e séries de ficção científica
- Publicidade -

Mais Populares

Erro no App Caixa Tem? Saiba como solucionar o problema

Erro no app Caixa Tem? Saiba o que está acontecendo com o Caixa Tem e o que fazer para solucionar o problema. A Caixa...

Saiba como antecipar o saque emergencial do FGTS com o Mercado Pago ou PicPay

Desde 29 de junho, a Caixa Econômica Federal começou a depositar os R$ 1.045 referentes ao saque emergencial do FGTS. Os beneficiários vão receber...

Remessa Online investe em meio à crise e expande atuação para o mercado latino-americano

A Remessa Online, plataforma brasileira de transferências internacionais, acrescenta duas novas moedas em sua operação e passa a realizar transferências em pesos argentinos e...

Bradesco é condenado a indenizar cliente por discriminação racial

O Bradesco foi condenado a pagar uma indenização de 50 salários mínimos (ou seja, R$ 52.250,00) por discriminação racial. No processo, um homem negro...
- Publicidade -