Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Clientes Oi terão que pagar pela migração para a TIM?

Confira mais sobre como se dará a mudança e se haverá alguma cobrança

0

A partir do mês de junho deste ano, os clientes da empresa Oi passarão a migrar para a operadora TIM. O operador da Tim no Brasil, Leonardo Capdeville, fez o anúncio na última semana, durante conferência com analistas e investidores.

No último dia 20 de abril, a venda da Oi para a TIM, Vivo e Claro foi concluída, ficando em R$ 15,922 bilhões. Agora, os clientes da antiga operadora se tornaram clientes TIM. Mas essa transição será paga? Você terá que desembolsar alguma coisa? Para saber, confira a seguir.

É provável que você também goste:

Vivo explica migração de clientes da Oi para sua base

Nova Oi: Operadora reposiciona sua marca com foco na fibra após conclusão da venda da Oi Móvel

Operadoras virtuais reclamam que Vivo, Claro e Tim dificultam competição

Clientes Oi terão que pagar pela migração para a TIM?

Dessa forma, a previsão é de que 50 mil pessoas migrem da Oi para a Tim em um primeiro momento. No início, a transferência acontece pelos clientes pré-pago e controle. Depois, segue para clientes do pós-pago. Contudo, para quem está com dúvida, pode ficar tranquilo: esse processo ocorre sem nenhuma cobrança. E também darão a você o direito de optar por outra operadora no futuro.

Segundo a TIM, a ideia é que a migração seja feita aos poucos, com um aumento no número de transferências feitas a cada mês. Com isso, a previsão é que, em até 1 ano, cerca de 16,4 milhões de clientes passem por essa mudança.

Por fim, o processo de migração de usuários entre as operadoras fará com que a Tim aumente sua atuação no mercado de telefonia móvel no país. A participação da empresa está em 20%, e com a migração a TIM poderá ter uma fatia de mercado em torno dos 27%. Outro impacto será em relação à telefonia móvel, sobretudo nos estados São Paulo e Rio de Janeiro, que podem ter um crescimento para 25,7% e 34,7%, respectivamente.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitterTwitchInstagram. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de créditoempréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: fizkes / Shutterstock.com

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar

Fechar