Na quarentena do coronavírus, e com a maior parte da população em casa, pessoas em situação de rua e moradores de favelas estão sofrendo muito com a fome, pois não podem prover do seu próprio sustento. Se você assistiu ao Jornal Nacional da última quinta-feira (26), deve ter visto que várias entidades da sociedade civil estão se mobilizando e arrecadando doações para ajudar no combate à crise do coronavírus. Saiba como ajudar.

É provável que você também goste:

Coronavírus: Câmara aprova dispensa de atestado médico para trabalhador infectado

Como pagar as prestações do cartão Pompéia durante a quarentena do coronavírus

Renda básica emergencial: famílias pobres podem ganhar até R$ 1.200 durante a pandemia de coronavírus

Saiba como doar para o combate à crise do coronavírus

Entidades da sociedade civil estão arrecadando doações para ajudar no combate ao coronavírus. Confira logo a seguir como ajudar.

Ação da Cidadania:

O movimento social faz arrecadações de comida e produtos de higiene que devem ir para 4 mil família de comunidades pobres do Rio e da Baixada Fluminense – vindas de empresas e pessoas, as doações somam 40 toneladas. Enfim, na última quarta-feira (25), a doação virou jantar na casa de muitas famílias da Ilha do Governador, Zona Norte do Rio.

Saiba como doar.

Fundo emergencial da Gerando Falcões:

A Rede Gerando Falcões abriu um fundo emergencial para garantir a alimentação de pessoas pobres durante a crise do coronavírus. A organização atua em periferias e favelas de São Paulo com projetos de esporte e cultura para crianças e adolescentes, e de qualificação profissional para jovens e adultos. Portanto, esse dinheiro poderá ser usado por famílias que receberão um cartão para a compra de alimento.

Saiba como doar.

Central Única das Favelas:

Primeiramente, a Central Única das Favelas busca apoio para moradores de comunidades. As doações podem ser feitas em dinheiro por meio de contas bancárias e/ou vaquinha online. Dessa forma, os recursos serão usados para comprar alimentos e itens de higiene, como sabão em pó, sabonete e papel higiênico.

Saiba como doar.

Fundo Emergencial para a Saúde:

O Fundo Emergencial para a Saúde recebe doações em dinheiro que serão repassadas aos seguintes hospitais públicos e instituições de ciência e tecnologia envolvidas com o combate ao coronavírus: Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Irmandade Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, Fundação Faculdade de Medicina e Comunitas.

Saiba como doar.

Hospital São Paulo:

O Hospital São Paulo pede doações de materiais como máscara, álcool gel, aventais e óculos de proteção. O objetivo é atender os profissionais da instituição, que também solicita ajuda com dinheiro. Materiais devem ser encaminhados para o seguinte endereço: Rua Borges Lagoa, 570. O funcionamento é das 7h às 18h.

Informações para as doações são encontradas neste link.

Unicamp:

A universidade criou o Núcleo de Voluntariado para que os interessados possam ajudar em tarefas que incluem desde atendimentos telefônicos a pessoas isoladas até forças tarefas para buscar doações financeiras, tanto de bens quanto de produtos para a área de saúde da Unicamp.

Saiba como ajudar.

UFMG:

A UFMG, junto com o Instituto dos Advogados de Minas Gerais (IAMG) e a Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep), faz campanha de financiamento coletivo para arrecadar recursos para aquisição de medicamentos, insumos, equipamentos e serviços destinados aos hospitais de Clínicas da UFMG, Risoleta Tolentino Neves e UPA Centro-Sul, os dois últimos gerenciados pela Universidade e pela Fundep.

Saiba como doar.

Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo:

Residentes e profissionais de outras áreas criaram o movimento #VemPraGuerra, que tem o objetivo de arrecadar até R$ 10 milhões para a instituição. O dinheiro será usado para adquirir insumos necessários para a proteção de funcionários e pacientes durante a crise do coronavírus.

Enfim, para maiores informações sobre as doações, entre aqui neste link.

Espalhe Cestas:

Iniciativa do Movimento Maisha e que atende a região da Grande Belo Horizonte. Através de uma “vaquinha” online, o grupo pede doações, em dinheiro. O montante arrecadado é destinado à compra de cestas básicas que são distribuídas em comunidades da região. Segundo o grupo, em média, cada cesta básica ao custo de R$ 100,00 reais atende uma família de 4 pessoas durante um mês.

Saiba mais aqui.

Movimento de Luta nos Bairros Vilas e Favelas:

A organização lançou uma campanha nacional para arrecadar produtos de higiene, alimentos e dinheiro para ajudar quem vive em comunidades e bairros periféricos. Em Belo Horizonte, as doações devem ser feitas em dois postos: na Ocupação Carolina Maria de Jesus (rua Rio de Janeiro, 109, centro) e Creche Tia Carminha (Avenida Perimetral, 154, Barreiro).

Fogão na Rua:

Projeto que atende moradores de rua de São Paulo desde 2016. Uma vez por mês, voluntários do grupo distribuem refeições, produtos de higiene (escova e pasta de dentes, sabonete, papel higiênico e absorvente), cobertores e roupas para pessoas de rua. Neste mês, o projeto começou a distribuir álcool em gel.

Saiba como participar aqui.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: Slava Samusevich via shutterstock