Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Cuidado: Confira os principais golpes do auxílio emergencial e como se proteger

0

Um grande número de vítimas têm caído em golpes do auxílio emergencial e muitas delas têm sido roubadas pelo app Caixa Tem. Criminosos encontraram algumas brechas para desviar o dinheiro depositado na Poupança Social Digital e estão se aproveitando disso. Saiba o que fazer e como se prevenir para que isso não aconteça com você.

É provável que você também goste:

Por que algumas TEDs demoram horas para cair na conta do destinatário?

Samsung e Banco Inter anunciam parceria para compras no Superapp com Cashback e promoções exclusivas

Milhões de trabalhadores com contrato suspenso terão o 13° salário reduzido

Cuidado: Confira os principais golpes aplicados no Caixa Tem

Primeiramente, cabe ressaltar que existem, pelo menos 3 formas de você ser roubado pelo Caixa Tem. Confira cada uma delas logo a seguir e saiba como se prevenir.

Uso indevido dos seus dados

Se você sequer solicitou o auxílio emergencial, o golpe consiste em roubar a sua identidade, solicitar o pedido e receber o pagamento sem que você sequer fique sabendo. Muitos famosos tiveram os seus nomes usados e foram aprovados no auxílio emergencial.

Para saber se você teve os seus dados usados indevidamente, é possível consultar a página do benefício para verificar as informações. Basta preencher o seu CPF, nome completo, nome da mãe e data de nascimento.

De acordo com o site Agência Brasil, existem 4 possíveis respostas à consulta do auxílio emergencial, e elas podem ajudar a entender se tem algo de errado com o cadastro. Ao observar essas respostas, é possível saber se alguém usou os seus dados indevidamente para pedir o benefício.

Possíveis respostas à consulta do auxílio emergencial

  • Benefício aprovado: Significa que o cidadão é elegível a receber o auxílio emergencial. A data de envio para a Caixa não representa a data efetiva do pagamento do benefício. O calendário de pagamento dos beneficiários deverá ser consultado diretamente no site da Caixa.
  • Benefício não aprovado: Significa que o cidadão não é elegível a receber o auxílio emergencial. Na mesma tela, o cidadão poderá verificar qual critério não foi atendido, motivo que causou a sua inelegibilidade ao benefício.
  • Requerimento não encontrado: Caso o requerimento do cidadão ainda não tenha sido recebido pela Dataprev, é apresentada a mensagem “Requerimento não encontrado”.
  • Requerimento retido: A mensagem significa que o cadastro foi retido pela equipe de homologação do Ministério da Cidadania em função da complexidade de cenários e cruzamentos. Com isso, será realizado novo reprocessamento das informações pela Dataprev.
  • Dados inconclusivos: Caso o sistema identifique problemas nos dados do cidadão que impeçam a análise para concessão do benefício, o sistema vai orientar que se realize um novo requerimento no site da Caixa para complementar ou confirmar seus dados cadastrais ou de sua família.

E agora, o que fazer?

Segundo o Ministério da Cidadania, em casos suspeitos de fraude no auxílio emergencial, é imprescindível registrar denúncia no sistema Fala.Br (Plataforma integrada de Ouvidoria e Acesso à Informação da Controladoria Geral da União – CGU), disponível na internet ou pelos telefones 121 ou 0800 7070 2003.

Aplicativos falsos

A Caixa Econômica Federal lançou o site e o aplicativo para a solicitação do Auxílio Emergencial e cibercriminosos colocaram na rede uma ferramenta fake para fazer download e enganar o trabalhador. Em poucas horas, o aplicativo falso já tinha de 100 mil downloads.

Infelizmente, o risco que os trabalhadores correm ao baixar um app falso, é ter senhas e dados pessoais roubados, usados depois por outras pessoas para cometer crimes como golpes, usando dados de terceiros.

Como se proteger?

Embora que o golpe tenha sido aplicado no App Caixa Auxílio Emergencial, nada impede que seja criado também um aplicativo falso do Caixa Tem. Portanto, é importante se precaver.

Faça sempre o download de aplicativos verdadeiros, baixando-os sempre pela loja de aplicativos oficial, como Google Play Store e App Store.

Roubo da conta do Caixa Tem

roubo Caixa Tem

 

Um golpe envolvendo o Auxílio Emergencial permite que invasores acessem a Poupança Social Digital pelo app Caixa Tem e altere os dados cadastrais. Ou seja, eram alterados e-mail, telefone e senha do beneficiário, para trocar a conta de depósito dos R$ 600.

Havia uma brecha porque o aplicativo Caixa Tem aceitava o cadastro através de vários dispositivos. Os criminosos descobriram isso e começaram a fraudar as contas.

Muitos usuários nem sabem que caíram no golpe

O pior de tudo, é que na maioria das vezes, as pessoas aguardavam o calendário para o saque em espécie e se surpreendiam com o desvio do dinheiro.

Recentemente, a Caixa Econômica Federal bloqueou milhares de contas suspeitas, e os cidadãos precisam se deslocar até uma agência para solicitar o desbloqueio. Inclusive foi criado um calendário específico para isso. Em alguns casos, é possível desbloquear por meio do WhatsApp.

Como não cair no golpe do auxílio emergencial?

Para evitar que o golpe do auxílio emergencial aconteça com você, preste atenção nos seguintes passos:

Crie uma senha forte para o aplicativo do Caixa Tem. A senha precisa ser composta de 6 números. Portanto, crie uma combinação difícil, evitando a data do seu aniversário ou senhas muito fáceis como 123456 ou 000000.

Tome muito cuidado com os links que enviam. A Caixa não envia links por mensagens de texto ou WhatsApp. Faça todas as alterações e movimentações que necessita diretamente no aplicativo ou site oficial do Auxílio. Somente use os canais oficiais da Caixa.

Nunca forneça informações pessoais. Não forneça seus dados como senha ou CPF para ninguém, inclusive para contatos que “dizem” ser a Caixa. O banco não faz este tipo de solicitação.

Caí no golpe do auxílio emergencial. E agora, o que fazer?

A Caixa Econômica Federal afirma que quem caiu no golpe precisa ir em uma agência física para formalizar a contestação do saque. Se a fraude for comprovada, o beneficiário receberá o dinheiro de volta. A Polícia Federal já está investigando os casos, e por esse motivo, não é necessário registrar um boletim de ocorrência.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter e Instagram. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc.

Fonte: Caixa, Agência Brasil, Reclame Aqui

Imagem destacada: Adao via Shutterstock

Imagem interna: CRIS CAVALHEIRO via Shutterstock

Comentários
Carregando...